Caio Pimenta apresenta quais produções teriam sido indicadas ao Oscar de Melhor Filmes se fossem 10 nomeados entre 1990 a 1994.

OSCAR 1990 

A seleção de indicados ao Oscar de Melhor Filme em 1990 não foi das mais animadoras: teve ótimos “Nascido em 4 de Julho”, “Sociedade dos Poetas Mortos” e “Meu Pé Esquerdo”, o agradável “Campo dos Sonhos” e o vencedor meia-boca “Conduzindo Miss Daisy”. 

Se fossem 10 indicados, teria filmes bem melhores. 

A obra-prima do Spike Lee e filme tão conectado aos dias de hoje, “Faça a Coisa Certa” conseguiria a indicação tranquilamente. Assim como “Crimes e Pecados”, filmaço do Woody Allen nomeado em cinco categorias, incluindo, Direção e Roteiro Original. Em um patamar baixo, “Tempo de Glória”, responsável pelo primeiro Oscar do Denzel Washington, “Henrique V”, produção que rendeu ao Kenneth Branagh nomeações em Direção e Ator, e “Susie e os Baker Boys” completariam a lista. 

Dirigido pelo James Cameron, “O Segredo do Abismo” poderia ser o azarão da disputa: a ficção científica venceu em Efeitos Visuais e ainda conseguiu três indicações. Já quem eu gostaria de ver indicado era “Sexo, Mentiras e Videotape”: apesar de ter vencido a Palma de Ouro em Cannes, esse cult do Steven Soderbergh foi lembrado apenas em Roteiro Original. 

OSCAR 1991 

O Oscar de 1991 teve para todos os gostos: a máfia se fez presente com dois mestres – o Coppola com “O Poderoso Chefão – Parte 3” e o Scorsese com “Os Bons Companheiros”. Já o romance açucarado de “Ghost” fazia companhia com “Tempo de Despertar” para fazer todo mundo chorar. Por fim, tinha “Dança com Lobos”, épico do Kevin Costner grande vencedor daquele ano. 

Se fossem 10 indicados, o nível da lista ia cair bastante. 

Indicado em Melhor Direção, Atriz, Atriz Coadjuvante e Roteiro Adaptado, “Os Imorais” estaria na briga assim como o francês “Cyrano”, estrelado Gerard Depardieu. O correto “O Reverso da Fortuna”, responsável por dar o único Oscar da carreira do Jeremy Irons, seria indicado. Para completar a lista por falta de opções, “Dick Tracy”, que concorreu em sete categorias, e “Avalon”, indicado em Melhor Roteiro Original, conseguiriam as vagas finais. 

Eu trocaria facilmente o “Dick Tracy” e o “Avalon” por “Uma Linda Mulher”, uma das melhores comédias românticas dos anos 1990, e “Coração Selvagem”, afinal, David Lynch é sempre deveria ter um espaço no Oscar. 

OSCAR 1992 

O Silêncio dos Inocentes” fez strike no Oscar ao ganhar Melhor Filme, Direção, Ator, Atriz e Roteiro Original. A lista da categoria máxima ainda tinha duas obras-primas – “A Bela e a Fera” e “JFK”, do Oliver Stone – e outros dois bons filmes – “Bugsy”, do Warren Beatty, e “O Príncipe dos Mares”, comandado pela Barbra Streisand. 

Se fossem 10 indicados, essa lista seria, talvez, a melhor da década. 

O clássico do Ridley Scott, “Thelma & Louise”, seria um dos finalistas, após ser lembrado em Melhor Direção, ter duas indicados em Melhor Atriz para Geena Davis e Susan Sarandon, e vencer Roteiro Original. Grande sucesso da ficção científica, “O Exterminador do Futuro 2” representaria os blockbusters: o filmão do James Cameron teve sete indicações e venceu cinco delas. A primeira indicação dos irmãos Coen em Melhor Filme aconteceria com “Barton Fink”, já o cinema negro americano teria o saudoso John Singleton, indicado a Melhor Direção, lembrado por “Os Donos da Rua”. O time ficaria completo com o simpático “O Pescador de Ilusões”. 

O possível azarão seria “Tomates Verdes Fritos”, mas, cá entre nós, ia estragar essa lista sensacional. Já quem eu gostaria de ver era “Lanternas Vermelhas” que, sabe Deus porquê, nem o Oscar de Melhor Filme em Língua Não Inglesa venceu. 

OSCAR 1993 

Drácula de Bram Stoker, de Francis Ford Coppola

1993 viu o faroeste voltar a reinar no Oscar com “Os Imperdoáveis”, clássico do Clint Eastwood. A lista, porém, não era das melhores: tínhamos o excelente “Traídos Pelo Desejo”, os bonzinhos “Perfume de Mulher” e “Questão de Honra”, e o sonolento “Retorno a Howards End”. 

Se fossem 10 indicados, a lista seria sofrível. 

Os nada memoráveis “Nada é Para Sempre” e “Um Sonho de Primavera” seriam lembrados. O bom drama “O Óleo de Lorenzo” também ficaria entre os finalistas. A coisa só melhora quando entram em cena o Robert Altman com “O Jogador”, produção indicada a Melhor Direção, Montagem e Roteiro Adaptado, e o Coppola com “Drácula de Bram Stoker”, vencedor de três prêmios – Efeitos Sonoros, Figurino e Maquiagem. 

O azarão poderia ser o candidato internacional “Indochina”, enquanto “Malcolm X” seria o filme que queria ver entre os finalistas. Um detalhe importante sobre esse clássico do Spike Lee: o “Malcolm X” só foi indicado em Melhor Ator com o Denzel Washington e Figurino. E nada mais: nem Direção, Roteiro Adaptado, Montagem. É um absurdo que, hoje em dia, não seria mais aceito de jeito nenhum. 

OSCAR 1994  

Depois de tantas decepções, o Steven Spielberg, finalmente, conseguiu ganhar o Oscar com o épico “A Lista de Schindler”. A categoria de Melhor Filme em 1994, aliás, foi uma das melhores da década com “O Piano”, “Vestígios do Dia”, “O Fugitivo” e “Em Nome do Pai”. 

Se fossem 10 indicados, teríamos uma lista ainda muito boa e bastante eclética. 

Com “Short Cuts”, o Robert Altman novamente não seria esnobado. Ganhador de Melhor Ator com o Tom Hanks e Canção Original com o Bruce Springsteen, “Filadélfia” traria o então tabu de se falar sobre Aids para a categoria máxima do Oscar. A veia romântica do Scorsese seria reconhecida com “A Época da Inocência” entre os finalistas, enquanto o Clint Eastwood veria “Na Linha de Fogo” também indicado. Para fechar a lista, o Spielberg da aventura seria visto com “Jurassic Park”, clássico vencedor de 3 Oscars – Efeitos Visuais, Efeitos Sonoros e Som. 

O azarão poderia ser “Sintonia de Amor”, a comédia romântica com a Meg Ryan e Tom Hanks conseguiu uma surpreendente indicação em Roteiro Original. Já eu queria ver “O Estranho Mundo de Jack”, do Tim Burton. Seria muito bom uma animação fora do universo Disney disputar o prêmio máximo do Oscar.   

Oscar: O Melhor e o Pior das Indicações de Denzel Washington

De “Um Grito de Liberdade” a “Roman J. Israel Esq”, Caio Pimenta analisa da pior a melhor indicação de Denzel Washington ao Oscar.  https://www.youtube.com/watch?v=EdFS6qS1DOI 8. ROMAN J ISRAEL ESQ  Das oito indicações do Denzel ao Oscar, o pior trabalho ficou...

Oscar 2022: As Possíveis Surpresas e Decepções da Temporada de Premiações

De “Licorice Plzza” a Ben Affleck, Caio Pimenta lista possíveis surpresas e decepções da temporada de premiações rumo ao Oscar 2022. https://www.youtube.com/watch?v=wK7wzJ40eGo AS POSSÍVEIS SURPRESAS  Que “Licorice Pizza” estará no Oscar, isso é mais do que certo....

Oscar: O Melhor e o Pior das Indicações de Nicole Kidman e Jennifer Lawrence

Das nomeações por "Moulin Rouge" e "Inverno da Alma" a "Lion" e "Joy", Caio Pimenta analisa quais as melhores e piores indicações de Nicole Kidman e Jennifer Lawrence no Oscar. https://www.youtube.com/watch?v=T_TfJwxVcwI 4. LION  Começamos com a Nicole Kidman e sua...

Lady Gaga e Kristen Stewart: Quem Chega Mais Forte no Oscar 2022?

Caio Pimenta analisa os pontos a favor e contra de Lady Gaga, de "Casa Gucci", e Kristen Stewart, de "Spencer", no Oscar 2022 de Melhor Atriz. https://youtu.be/eoeoDQn7TD0 PONTOS A FAVOR DE LADY GAGA  A Lady Gaga tem boas credenciais para acreditar que pode sim levar...

Oscar: O Melhor e o Pior das Indicações de Jane Fonda

Falar da beleza, carisma e do engajamento político de Jane Fonda é chover no molhado. Porém, a estrela de Hollywood também era uma grande atriz e as sete indicações com duas vitórias provam isso.  Por isso, eu faço esta homenagem a ela trazendo da pior à melhor...

Oscar 2022: Previsões Iniciais de Melhor Animação

De “Flee” a “A Família Mitchell e a Rebelião das Máquinas”, Caio Pimenta apresenta a lista de candidatos ao Oscar 2022 de Melhor Animação.  CHANCES MÍNIMAS  Três franquias vão manter a regularidade no Oscar: todas elas seguirão sem indicações.  Se os três primeiros...

Oscar: O Melhor e o Pior das Indicações de Daniel Day-Lewis

Chegou a hora de falar do maior vencedor da categoria de Melhor Ator: Daniel Day-Lewis conseguiu seis indicações e levou a estatueta em três ocasiões.  Nada mais do que justo a um dos maiores de todos os tempos; um intérprete que se entregava de maneira completa aos...

Oscar 2022: Previsões Iniciais de Melhor Filme Internacional e as chances do Brasil

O prazo para cada país enviar o seu candidato ao Oscar de Melhor Filme Internacional chegou ao fim no dia 1 de novembro.   Entre algumas surpresas e outros candidatos já esperados, chegou a hora de apontar quem chega forte para disputa e, claro, analisar a situação...

Oscar: O Melhor e o Pior das Indicações de Woody Allen

O Woody Allen compareceu apenas uma vez à cerimônia do Oscar: foi em 2002 para introduzir um curta de Nora Ephron sobre os filmes rodados em Nova York, cidade que se recuperava dos traumáticos atentados de 11 de setembro do ano anterior.  Apesar de nunca aparecer nas...

Oscar 2022 de Melhor Atriz Coadjuvante: Previsões Iniciais

De Judi Dench a Kirsten Dunst, Caio Pimenta apresenta a lista de candidatos ao Oscar 2022 de Melhor Atriz Coadjuvante. CHANCES MÍNIMAS Como sempre, eu inicio pelas candidatas com quase nenhuma chance na disputa. A turma inclui nomes gigantes de Hollywood. Apesar de...