De James Bond a “Duna”, Caio Pimenta divulga a terceira parte de possíveis candidatos ao Oscar 2022. 

007 – SEM TEMPO PARA MORRER 

São mais de cinco anos que separam “007 Contra Spectre” de “Sem Tempo Para Morrer”. Parece que, agora, finalmente, a despedida de Daniel Craig irá ganhar as telas e pode manter a boa fase do agente secreto na Academia. 

Em 2013, “Skyfall” obteve as duas primeiras vitórias da franquia no Oscar ao levar Canção Original e Edição de Som. Três anos depois, veio a conquista por “Spectre”.

A expectativa é que “Sem Tempo Para Morrer” tenha novamente a música nomeada, agora, com Billie Eilish e possa ter chances nas categorias técnicas.

Mais do que isso, seria uma baita surpresa. 

OS ETERNOS 

A Chloé Zhao dominou o Oscar 2021 com “Nomadland” se juntando à Kathryn Bigelow como as duas únicas mulheres vencedoras de Melhor Direção. No ano que vem, ela pode voltar com uma produção Marvel. 

“Os Eternos” traz a história de uma raça de seres imortais que viveu na Terra e moldou sua história e civilizações. 

O elenco é um dos melhores filmes da história da Marvel: tem a Angelina Jolie, Richard Madden, Salma Hayek, Kumail Nanjiani e Kit Harington.

Vale lembrar que a última vez que o estúdio teve um diretor acima da média em suas produções resultou em “Pantera Negra”.

Quem sabe “Os Eternos” não possa repetir o feito visto no Oscar 2019? 

TOP GUN: MAVERICK 

Em 1987, “Top Gun – Ases Indomáveis” concorreu em quatro categorias do Oscar, incluindo Melhor Montagem, e venceu Canção Original com a clássica “Take My Breath Away”.

Agora, 35 anos depois, a continuação tenta repetir o feito. 

O novo “Top Gun” com subtítulo Maverick traz o personagem do Tom Cruise encarando combates nos dias atuais em um mundo com drones, mostrando que o elemento humano ainda é fundamental.

Aqui, as chances, igual no filme original, devem ficar nas categorias técnicas, especialmente de som. 

UM LUGAR SILENCIOSO 2 

Falando em som, “Um Lugar Silencioso 2” é outro que nunca deve ser desprezado neste tipo de categoria. 

Filme mais adiado por conta da pandemia em Hollywood, a produção expande o universo do longa original trazendo mais detalhes sobre o que aconteceu com a humanidade atacada pelos monstros.

Vale lembrar que a primeira produção foi indicada em Edição de Som, perdendo injustamente para “Bohemian Rhapsody”. 

Quem sabe a Academia não corrige esse erro em 2022? 

BIOS 

Tom Hanks

Bios” é a nova ficção científica da Apple e retoma a parceria da empresa com o Tom Hanks após “Greyhound”.  

Com ecos de “Wall-E”, a produção mostra um robô, projetado para defender seu criador, aprendendo sobre a vida, amor e os sentimentos humanos.

A direção fica por conta do Miguel Sapochnik, conhecido por ter dirigido os melhores episódios de “Game of Thrones”, enquanto a produção executiva é do Robert Zemeckis, de “Forrest Gump” e “De Volta Para o Futuro”. 

Mais detalhes do projeto ainda não foram revelados, mas, com este timaço reunido, dá para ter boas expectativas em relação a “Bios”. 

DEAR EVAN HANSEN 

Adaptação do musical da Broadway, “Dear Evan Hansen” traz a história de um adolescente ansioso e inseguro que se vê envolvido, sem querer, em uma mentira em torno do suicídio de colega da escola.

A situação irá mudar a vida dele. Com direção do Stephen Chbosky, o elenco traz o Ben Platt, protagonista da peça, ao lado de nomes como Amy Adams, Julianne Moore e Kaitlyn Dever. 

Dear Evan Hansen” será lançado no dia 24 de setembro nos cinemas mundiais, época em que começa a esquentar a temporada de premiações.

O problema é que o filme terá que dividir espaço com outras duas adaptações da Broadway na busca pelo Oscar 2022: teremos ainda “Tick, Tick Boom”, do Lin-Manuel Miranda, e “Em um Bairro de Nova York”. 

Imaginar que a Academia nomeará dois musicais a Melhor Filme parece utópico. 

EM UM BAIRRO DE NOVA YORK 

Aproveitando que já estou falando de musicais, por que não falar de “Em um Bairro de Nova York”? 

Produzido pelo Lin-Manuel Miranda e com direção do Jon M. Chu, de “Podres de Rico”, o filme traz como protagonista o dono de uma mercearia e, a partir dele, mostra um grupo de jovens latinos com seus sonhos de crescer nos EUA. 

Utilizando-se do rap e hip-hop, “Em um Bairro de Nova York” bebe na fonte de “Hamilton” e pode se beneficiar do destaque aos personagens latinos, quase sempre marginalizados ou estereotipados em Hollywood.

Um musical colorido, para cima e tom inclusivo pode cair nas graças da Academia até para tentar ser uma lufada de empolgação em um cenário que se espera ser de pós-pandemia no início de 2022. 

Por outro lado, vale lembrar que “Amor, Sublime Amor”, de Steven Spielberg, também vai pelo mesmo nicho latino e dentro do musical. Piora ainda mais o fato de que o filme será lançado no meio deste ano, longe da temporada de premiações. 

NEXT GOAL WINS 

Filmes de boxe, beisebol, automobilismo, futebol americano já disputaram o Oscar máximo. Mas, nunca uma produção sobre o nosso futebol, o esporte mais popular do mundo.

Isso pode acabar em 2022 com “Next Goal Wins”. 

O projeto é dirigido pelo Taika Waititi, ganhador do Oscar de Melhor Roteiro Adaptado por “Jojo Rabbit”, e traz a história da luta de um treinador para levar a seleção de Samoa Americana para a Copa do Mundo de 2014.

O problema é que o time era horroroso, o pior da Oceania, chegando até a ser goleado por 31 a 0, ou seja, dá para ver que rende uma comédia de primeira. 

O elenco conta com o Michael Fassbender, voltando depois de um longo inverno, e a Elisabeth Moss. E diga-se de passagem: ela já merece uma indicação ao Oscar faz tempo. 

STILLWATER 

Mesmo sem ser um dos diretores mais celebrados da atualidade, o Tom McCarthy já tem um Oscar de Melhor Filme na carreira com “Spotlight”. Sete anos depois, ele vai tentar voltar ao prêmio com “Stillwater”. 

O longa apresenta o Matt Damon como um funcionário de uma plataforma de petróleo viajando para a França com o objetivo de salvar a filha da prisão, acusada de matar uma amiga. Os choques culturais e o desespero dele movem a produção que ainda no elenco com a Abigail Breslin. 

O trailer não parece dos mais empolgantes, soando como um suspense bem trivial. Porém, o McCarthy sempre foi muito competente para contar boas histórias e o Damon costuma escolher bem os seus projetos. Logo, pode surpreender.  

DUNA 

De todos os filmes desta lista, o que mais se destaca e há expectativas altas é “Duna”, ambicioso projeto da Warner com direção do Denis Villeneuve. 

Com orçamento milionário e grandes estrelas de Hollywood, a ficção científica é uma das maiores apostas para trazer o público de volta às salas de cinema.

Caso consiga fazer o sucesso esperado, pode ajudar o Oscar a reconquistar a audiência perdida.  

Por outro lado, apesar de ter sido nomeado por “A Chegada”, o Villeneuve não chegou tão longe nas categorias máximas com o ótimo “Blade Runner 2049”.

Logo, fica o dilema: será que “Duna” consegue quebrar possíveis resistência da Academia com a ficção científica? 

Oscar: O Melhor e o Pior das Indicações de Viola Davis e Renée Zellweger

De "O Diário de Bridget Jones" a "A Voz Suprema do Blues", Caio Pimenta analisa da pior à melhor indicação da carreira de Viola Davis e Renée Zellweger. https://youtu.be/nRan4CesJTQ 4. JUDY  A indicação mais fraca da carreira de Renée Zellweger foi justamente a que...

Oscar 2022: O Impacto do Globo de Ouro e das indicações ao SAG

Caio Pimenta analisa como fica a corrida do Oscar 2022 com os resultados do Globo de Ouro, as indicações ao SAG e a revelação das pré-listas do Bafta. https://www.youtube.com/watch?v=gBdDE53f-HY GLOBO DE OURO  O prêmio da Associação de Imprensa Estrangeira em...

SAG 2022: Previsões Finais dos Indicados

Caio Pimenta traz as previsões para as indicações ao SAG 2022, o prêmio do Sindicato dos Atores dos EUA; divulgação será no dia 12 de janeiro. https://youtu.be/VqeURXvkXRg MELHOR ATRIZ COADJUVANTE  A corrida por Melhor Atriz Coadjuvante traz quatro nomes definidos e...

Oscar: O Melhor e o Pior das Indicações de John Ford

De "O Delator" a "Depois do Vendaval", Caio Pimenta analisa da pior à melhor indicação da carreira de John Ford. 5. DEPOIS DO VENDAVAL  “Depois do Vendaval” foi a última indicação da carreira do Ford e rendeu a ele o recorde de vitórias da categoria.  A quarta...

Oscar 2022: Previsões das Indicações – Virada do Ano

Caio Pimenta aponta quais serão os indicados ao Oscar 2022 em Melhor Filme, Direção, Ator, Atriz, Coadjuvantes, Roteiros Adaptado e Original, Animação e Filme Internacional. https://www.youtube.com/watch?v=ai0PLy0HXeE ROTEIROS  Começamos com Roteiro Adaptado, onde...

Oscar: O Melhor e o Pior das Indicações de James Stewart

De "A Mulher Faz o Homem" a "Anatomia de um Crime", Caio Pimenta analisa da pior à melhor indicação da carreira de James Stewart. https://www.youtube.com/watch?v=ZmSCAyOB_x4 5. MEU AMIGO HARVEY  A indicação mais fraca da carreira de James Stewart ao Oscar veio em...

Oscar: Os Filmes Natalinos que Disputaram o Prêmio

De ”A Felicidade Não se Compra” a “Klaus”, Caio Pimenta apresenta a lista dos filmes natalinos indicados na história do Oscar. https://www.youtube.com/watch?v=mah6cVwm2kc O término da Segunda Guerra Mundial fez o Oscar se voltar para os esperançosos filmes natalinos...

Oscar: O Melhor e o Pior das Indicações de Glenn Close

De "O Mundo Segundo Garp" a "Era uma vez um Sonho", Caio Pimenta analisa da pior à melhor indicação da carreira de Glenn Close. https://youtu.be/RMbZHUMUnU8 8. UM HOMEM FORA DE SÉRIE  Em 1985, a Glenn Close foi indicada ao Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante por “Um...

Oscar 2022: Previsões Finais para a Shortlist

Caio Pimenta faz as apostas de quais produções devem aparecer na aguardada shortlist do Oscar nas categorias de Melhor Filme Internacional, Documentário, Efeitos Visuais, Maquiagem e Penteado, Canção Original e Trilha Sonora....

Oscar: O Melhor e o Pior das Indicações de Amy Adams

De "Retrato de Família" a "Vice", Caio Pimenta analisa da pior a melhor indicação de Amy Adams ao Oscar, além da maior esnobada. https://www.youtube.com/watch?v=1lCZYK3nvFM 6. VICE  A última nomeação da Amy Adams é justamente a pior da carreira dela.  Em “Vice”, ela...