Caio Pimenta analisa quais foram os melhores e piores momentos da cerimônia de premiação do Oscar 2021.

O MELHOR

Vamos começar justamente pelo começo: o início da cerimônia com ares de “Onze Homens e um Segredo” da Regina King entrando cheia de glamour pela Union Station com os créditos iniciais deu muito estilo e dinamismo para a cerimônia. Falando no local, apesar de não ter o glamour do Kodak Theater, a Academia conseguiu otimizar bem o espaço fazendo uma festa mais intimista, pessoal, menor, mas, ainda assim, extremamente elegante. 

Por conta da pandemia da Covid-19, o Oscar 2021 precisou ter pequenos palcos espalhados ao redor do planeta. Com isso, vimos o Sacha Baron Cohen na Austrália, o Florian Zeller sendo premiado em Paris e diversos artistas em Londres. Acabou servindo como um símbolo deste momento de internacionalização da Academia. 

Outro acerto da Academia foi ter apresentado as cinco canções indicadas em um pré-show com tudo gravado. Não quebrou o ritmo da cerimônia e rendeu uma produção mais bem acabada para estes momentos. E a estatueta ainda foi para H.E.R – não posso reclamar.

Falando em música, a Glenn Close roubou a cena no momento Anitta. Já disse aqui: se o Oscar nunca premiar a Glenn Close, azar o do Oscar. 

Porém, foi a diversidade o grande ponto deste Oscar 2021.

A vitória da Chloé Zhao, a segunda mulher a ganhar a categoria de Melhor Direção, igualando o feito da Kathryn Bigelow, de “Guerra ao Terror”, é histórica. Também tivemos o Daniel Kaluuya levando Ator Coadjuvante, a Yuh Jung-Youn se tornando a segunda asiática a vencer em atriz coadjuvante, as duas primeiras mulheres negras a levarem Maquiagem e Penteado, fora a conquista da dupla Chloé Zhao e Frances McDormand em Melhor Filme. 

O PIOR 

Claro que nem tudo foi uma maravilha. A previsibilidade dos ganhadores do Oscar incomodou: faltou aquela grande surpresa, aquele momento que choca todo mundo. Nem mesmo o Anthony Hopkins foi tão impensável assim; nos últimos dias, ele cresceu bastante. O mais próximo de surpreendente pode-se dizer que foi montagem indo para “O Som do Silêncio” e Canção Original para “Fight for You”, de “Judas e o Messias Negro”. 

mise-en-scence do Oscar 2021 também não foi das melhores: em alguns momentos, ficava tudo muito confuso. No momento em que a Halle Berry anuncia os indicados a Melhor Design de Produção, o coitado do cinegrafista não sabia nem para onde ir direito a ponto de quase não achar os nomeados. Fora o malabarismo da Laura Dern para se virar e olhar os indicados na hora de homenageá-los. Ficou esquisito. 

Outra bola fora foi o In Memoriam que costuma ser um momento tão emocionante e tinha tudo para ser ainda mais devido às perdas dos últimos meses – Chadwick Boseman, Olivia de Havilland, Sean Connery, Ennio Morricone, entre outros -, mas, que teve um espaço tão rápido e minúsculo que não conseguiu metade do impacto pretendido. 

A inexplicável troca da ordem das categorias, sem dúvida alguma, foi o pior momento do Oscar. Nas cabeças do Steven Soderbergh, Jesse Collins e Stacey Sher, produtores da festa, pela disputa de Melhor Filme já estar bastante definida com “Nomadland”, a ideia era fechar a festa com Melhor Ator e a apoteótica homenagem ao Chadwick Boseman. Porém, faltou combinar com a Academia que deu a estatueta para o Anthony Hopkins, o qual não quis ir para Londres para participar da cerimônia.  

Além de quebrar uma tradição histórica da Academia de deixar o prêmio principal para o final – ocorrida apenas uma única vez para dar o Oscar honorário para Charlie Chaplin – ficou aquele buraco absurdo na festa sem desfecho.

Um anti-clímax. 

Especial Oscar: Os Meus Favoritos da Edição 2017

Caio Pimenta apresenta os seus favoritos para o Oscar de 2017, ano da consagração de "Moonlight - A Luz do Luar". https://www.youtube.com/watch?v=qig_7KfqDBg

Especial Oscar: Os Meus Favoritos da Edição 2016

Caio Pimenta apresenta os seus favoritos para o Oscar de 2016, ano da consagração de "Spotlight". https://www.youtube.com/watch?v=pQK-cWcatbw

Especial Oscar: Os Meus Favoritos das Edições 2014 e 2015

Caio Pimenta apresenta os seus favoritos para os Oscars de 2014 e 2015, anos das consagrações de "12 Anos de Escravidão" e "Birdman". OSCAR 2014 Mesmo com as presenças de “Philomena” e “Trapaça”, o Oscar 2014 teve grandes filmes na corrida, sendo uma das grandes...

Especial Oscar: Os Meus Favoritos das Edições 2012 e 2013

Caio Pimenta apresenta os seus favoritos para os Oscars de 2012 e 2013, anos das consagrações de "O Artista" e "Argo". https://youtu.be/SR6Fi3EnVbc OSCAR 2012 O Oscar 2012 teve o privilégio de trazer quatro filmes de lendas do cinema americano: Terrence Malick, Steven...

Especial Oscar: Os Meus Favoritos das Edições 2010 e 2011

Caio Pimenta apresenta os seus favoritos para os Oscars de 2010 e 2011, anos das consagrações de "O Discurso do Rei" e "Guerra ao Terror". OSCAR 2010 Depois do esnobe a “O Cavaleiro das Trevas”, a Academia resolveu ser mais generosa e abrir a categoria de Melhor Filme...

Especial Oscar: Os Meus Favoritos das Edições 2008 e 2009

Caio Pimenta apresenta os seus favoritos para os Oscars de 2008 e 2009, anos das consagrações de "Onde os Fracos Não têm Vez" e "Quem Quer Ser um Milionário?". https://www.youtube.com/watch?v=LaYijfEBnuo OSCAR 2008 "Conduta de Risco", "Desejo e Reparação" e "Juno" são...

Especial Oscar: Os Meus Favoritos das Edições 2006 e 2007

Caio Pimenta apresenta os seus favoritos para os Oscars de 2006 e 2007, anos das consagrações de "Crash: No Limite" e "Os Infiltrados". https://www.youtube.com/watch?v=1dT9dLaEt64

Especial Oscar: Os Meus Favoritos das Edições 2004 e 2005

Caio Pimenta apresenta os seus favoritos para os Oscars de 2004 e 2005, anos das consagrações de "O Senhor dos Anéis: O Retorno do Rei" e "Menina de Ouro". https://youtu.be/43qSwck7IBc OSCAR 2004 “O Retorno do Rei” eclipsou uma temporada muito boa em 2004. Além do...

Especial Oscar: Os Meus Favoritos das Edições 2002 e 2003

Caio Pimenta apresenta os seus favoritos para os Oscars de 2002 e 2003, anos das consagrações de "Uma Mente Brilhante" e "Chicago". OSCAR 2002 O Oscar 2002 foi o primeiro da trilogia “O Senhor dos Anéis”. Tivemos a chegada dos musicais ao século XXI com eufórico...

Especial Oscar: Os Meus Favoritos das Edições 2000 e 2001

Caio Pimenta apresenta os seus favoritos para os Oscars de 2000 e 2001, anos das consagrações de "Beleza Americana" e "Gladiador". https://youtu.be/RtYCAR2hclc OSCAR 2000 A cerimônia do Oscar 2000 não refletiu nem de longe o brilhantismo do que foi o ano anterior para...