Caio Pimenta fala sobre o que esperar do futuro do cinema amazonense e os desafios impostos ao audiovisual local. 

O FUTURO PÓS-ALDIR BLANC

A curto prazo, o cinema do Amazonas deve ter um bom 2021 e, talvez, 2022. Falo isso focado no lançamento e circulação de novos curtas-metragens e webséries, muitos deles provenientes dos recursos da lei Aldir Blanc a partir de editais e prêmios dos governos estaduais e municipais. Diretores como Lucas Martins, Diego Bauer, a turma do coletivo Planos em Sequência vão realizar novos projetos a serem entregues nos próximos meses. 

Também há expectativa sobre a chegada dos longas-metragens já rodados dirigidos pela Cristiane Garcia e o Anderson Mendes. Aliás, o filme da Cristiane, “Enquanto o Céu não me Espera”, conta com o excelente Irandhir Santos, de “Tropa de Elite 2” e “Tatuagem”, como protagonista. 

A grande questão é saber como será o destino do audiovisual amazonense após a Lei Aldir Blanc e a entrega dos projetos selecionados em editais federais passados. Em tempos de crise, a cultura, muitas vezes, acaba sendo o primeiro alvo de cortes de investimentos e, com isso, o dinheiro para financiamento de filmes e festivais diminui consideravelmente. Quando temos a crise provocada pela maior pandemia global em 100 anos junto com uma retração econômica, a situação se agrava ainda mais somado à falta de visão da cultura como geradora de receitas e empregos. 

O TRAUMA DA PANDEMIA

O campo da formação seguirá como um desafio permanente para o audiovisual. Até o momento, se antes não havia perspectivas para a retomada de um curso na área, agora, muito menos. Já os festivais e eventos da área como Olhar do Norte e Matapi devem continuar existindo, porém, cada vez mais servindo como resistência em meio a dificuldades de financiamento. Pelo menos, as edições online, como realizadas neste ano, podem abrir novas portas e possibilidades. 

E, claro, como a pandemia da COVID-19, tão devastadora em Manaus e no Amazonas, será refletida nos filmes locais de agora em diante? Vale lembrar que grandes movimentos do cinema mundial surgiram nos momentos de maior de desesperança e ebulição social. O Expressionismo Alemão e o Neo-Realismo Italiano surgiram no pós-guerra, o Cinema Novo viveu seu apogeu na Ditadura Militar e a Nova Hollywood simbolizou muito bem as mudanças sociais e culturais dos EUA. 

Só o tempo vai dizer o quanto os nossos artistas serão impactados pela tragédia da COVID, porém, sem dúvida, novos caminhos devem despontar para o cinema amazonense. 

Projeto contemplado no Prêmio Feliciano Lana, promovido pela Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa com recursos da Lei Aldir Blanc.

10 Filmes do Cinema Amazonense Para Ficar de Olho em 2022

Depois de um grande 2021 com muitos prêmios e presenças em importantes festivais nacionais e internacionais, o cinema amazonense chega para o ano novo com expectativas de manter o momento de alta. Muito disso graças aos lançamentos de projetos financiados com recursos...

Retrospectiva Cine Set – O Melhor e Pior do Cinema Amazonense em 2021

Incontáveis vezes durante 2021 escrevi que, em meio a tantas tragédias e notícias ruins, o cinema era uma das poucas coisas que o amazonense poderia se orgulhar neste ano. Afinal, semana após semana, as produções locais participavam de festivais Brasil e mundo afora,...

Retrospectiva 2021 – O Ano do Cine Set

Perco o número de vezes da quantidade de vezes em que já me perguntei o motivo de seguir fazendo o Cine Set durante estes 7,5 anos de existência do site.  Em janeiro de 2021, entretanto, parei.  Como seguir adiante quando a cidade onde nasci e vivo colapsa?...

Galeria de Fotos – Lançamento do Livro ‘Olhar Feminino: O Norte na Direção’

O Cine Set promoveu o lançamento de "'Olhar Feminino: O Norte na Direção" na noite do último sábado (18) no Casarão de Ideias, localizado na Rua Barroso, 279, no Centro de Manaus. Pâmela Eurídice, autora do livro, recebeu familiares e amigos para uma sessão de...

Cine Set lança livro sobre cinema feito por mulheres no Amazonas

Trazendo um registro da produção cinematográfica feminina no Amazonas, o livro “Olhar Feminino: O Norte na Direção” será lançado no dia 18 de dezembro, com uma noite de autógrafos no Casarão de Ideias, localizado na Rua Barroso, no Centro de Manaus, a partir das...

UEA avança no processo de retomada do curso de audiovisual

O Conselho Acadêmico da unidade da Escola Superior de Artes e Turismo (Conaesat) da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) aprovou, nesta semana, o projeto de retomada do curso de audiovisual. Agora, a proposta deve ser sacramentada pelo Conselho Universitário da...

Cine Set promove evento sobre audiovisual produzido por mulheres no Amazonas

A produção audiovisual feita por mulheres no Amazonas será o tema de roda de conversa promovida pelo Cine Set nesta quinta-feira (09). A atividade gratuita acontece a partir das 17h no Casarão de Ideias, localizado na Rua Barroso, 279, no Centro de Manaus. O evento é...

Guia Festival Varilux de Cinema Francês 2021 em Manaus – Segunda Semana

Pelo quinto ano consecutivo, os cinemas de Manaus recebe o Festival Varilux de Cinema Francês previsto para ocorrer entre os dias 25 de novembro a 8 de dezembro. As sessões serão realizadas em dois cinemas da capital amazonense: no Casarão de Ideias, localizado no...

Guia Festival Varilux de Cinema Francês 2021 em Manaus – Primeira Semana

Pelo quinto ano consecutivo, os cinemas de Manaus recebe o Festival Varilux de Cinema Francês previsto para ocorrer entre os dias 25 de novembro a 8 de dezembro. As sessões serão realizadas em dois cinemas da capital amazonense: no Casarão de Ideias, localizado no...

Cine Set e Casarão de Ideias trazem retrospectiva do cinema amazonense em 2021

O cinema amazonense teve um ano histórico em 2021: curtas-metragens do Estado circularam pelos principais eventos brasileiros – festivais de Gramado, Brasília, Cine PE, Mostra de Tiradentes – e chegaram em países como EUA, Canadá, México, Irã, Israel, Turquia. Para...