Angelina Jolie, Clint Eastwood, Nicole Kidman, Paul Thomas Anderson, Guillermo del Toro e Lady Gaga estão na segunda parte das previsões iniciais do Cine Set para o Oscar 2022 de Melhor Filme. 

CHANCES MÍNIMAS 

Jessica Chastain surge com mais chances de aparecer em Melhor Atriz do que “The Eyes of Tammy Faye” em Melhor Filme.

Três filmes não conseguiram cumprir toda a expectativa gerada por eles. 

Exibido em Toronto, “The Eyes of Tammy Faye” não convenceu a crítica – aprovação de 66% no RottenTomatoes com 110 textos já avaliados. O estilo exagerado adotado pelo diretor Michael Showalter e o roteiro não muito inspirado atrapalham a produção que traz, como esperado, uma atuação grandiosa da Jessica Chastain.  

“Cyrano” enfrenta a mesma situação: trabalho elogiadissímo do Peter Dinklage em um musical morno.  

Com “Cry Macho”, Clint Eastwood tenta voltar ao Oscar; última nomeação foi por “Sniper Americano”.

“Cry Macho” deve seguir os caminhos dos últimos filmes de Clint Eastwood e não ter maiores chances no Oscar. A própria escolha da Warner em lançar o filme tão cedo demonstra o cenário nada animador. 

Tem também aqueles filmes mais fora da caixinha que a Academia não parece disposta a abraçar. 

Não devemos esperar ver “The Card Counter” indo tão longe assim no Oscar. Independente das boas críticas em Veneza, o Paul Schrader ainda enfrenta muitos estigmas dentro da Academia e é um cara que não está disposto a fazer concessões tanto em seus filmes como na temporada de premiações. Vale lembrar que ele só teve uma indicação ao Oscar até agora: ocorreu em 2019 pelo roteiro de “Fé Corrompida”.  

Ganhador da Palma de Ouro, “Titane” dificilmente consegue repetir o que fez “Parasita” com sua trama pesada, violenta e incomum. Amado pela crítica e dividindo o público, “The Green Knight”, no máximo, alcança categorias técnicas. Melhor Filme é improvável demais. 

Chloé Zhao é grande chance de “Os Eternos” ir mais longe do Oscar 2022.

E tem duas produções que, inicialmente, parecem quase sem chances, mas, não descarto totalmente. 

Distribuído pela Netflix, “Vingança & Castigo” apresentou um trailer com muito estilo e violência gráfica para fazer Quentin Tarantino se orgulhar. E ser um faroeste com protagonistas negros, algo raro de ser visto em Hollywood, pode fazer a produção subir se for bem-recebida.

“Os Eternos” pode aproveitar a comoção em torno de Chloé Zhao, segunda mulher a vencer o Oscar de Direção. O elenco grandioso aliado a uma boa vontade da Academia com filmes de HQs nos últimos anos em busca de audiência – “Pantera Negra” e “Coringa” que o digam – podem jogar a favor da Marvel. 

CORREM POR FORA 

“Red Rocket” traz o polêmico Simon Rex de protagonista.

No meio de tantas grandes produções, terão os filmes de menor porte vez no Oscar? 

“Blue Bayou” conquistou recentemente o prêmio do público do Festival de Deauville após uma boa passagem por Cannes. Justin Chon, entretanto, pode lidar com a quase inevitável comparação com “Minari”, outro drama sobre imigrantes sul-coreano partindo de um ponto de vista pessoal do diretor e roteiro, no caso, o Lee Isaac Chung.  

“Red Rocket” é a nova tentativa do Sean Baker de chegar mais longe no Oscar após “Tangerine” e “Projeto Flórida”. Em Deauville, o longa recebeu o prêmio da crítica e saiu elogiado de Cannes e Telluride. Porém, será que a Academia irá abraçar um filme ousado estrelado por Simon Rex, ex-ator pornô e de filmes como “Todo Mundo em Pânico 3”? Acho difícil.  

Vejo “Flee” com mais possibilidades de surpresa ainda que bem distante de acontecer: o documentário em animação pode se beneficiar pela atenção planetária ao drama do Afeganistão. O longa já recebeu o grande prêmio do júri em Sundance e também foi premiado em Anency. 

Daniel Kaluuya, Chadwick Boseman, Lakeith Stanfield, Leslie Odom Jr… chegou a hora de Michael B. Jordan ser outro jovem ator negro indicado ao Oscar?

A A24 e a Sony Pictures Classic trazem boas apostas que podem crescer na disputa. 

The Humans” é um dos filmes da A24 na temporada. A produção foi bastante elogiada pela crítica no Festival de Toronto graças ao ótimo elenco liderado por nomes como Richard Jenkins, Steven Yeun, Amy Schumer e Beanie Feldstein. As comparações com “Meu Pai” pelo fato do diretor e roteirista Stephem Karam também ser o autor da peça em que o longa se baseia foram constante na imprensa ainda que a obra de Zeller tenha sido considerada mais bem acabada em sua adaptação.  

Já a Sony aposta em “A Journal for Jordan”, drama baseado em um caso real de um soldado que deixou cartas para o filho antes de morrer na guerra no Iraque. Dois fatores podem pesar a favor do filme: primeiro que Michael B. Jordan já merece uma indicação há tempos e Denzel Washington deve chegar ao Oscar 2022 como uma das grandes estrelas da temporada com chances de ser premiado seja em direção ou em ator.  

Vale destacar que até hoje nenhum negro ou negra levou o Oscar de Direção. Não duvido a Academia querer que o Denzel rompa essa barreira. 

Por fim, tem “Being the Ricardos”, longa ambientado nos bastidores do programa “I Love Lucy”. Bastidores do showbizz norte-americano são um ponto fraco da Academia e contar com Nicole Kidman de Lucille Ball e Javier Bardem como Desi Arnaz me parece uma combinação que o Oscar não costuma deixar passar em branco. Deve crescer até o fim do ano. 

GRANDES CANDIDATOS 

Spielberg conseguirá repetir o clássico dos anos 1960 e levar 10 Oscars?

Queridinhos da Academia devem encontrar espaço no Oscar 2022. 

O Steven Spielberg teve quatro obras indicadas a Melhor Filme na década passada. Para os anos 2020, ele tem boas chances de começar com o pé direito ao adaptar o clássico “Amor, Sublime Amor”. Se há alguém na indústria capaz de diminuir qualquer tipo de resistência a uma nova versão de uma produção vencedora de 10 Oscars é ele.  

Aproveitando a deixa, Lin-Manuel Miranda estreia na direção com “Tick, Tick, Boom”. A produção distribuída pela Netflix será o longa de abertura do AFI Fest em novembro. A expectativa é alta pelo simples fato do Miranda ter conquistado todos os prêmios possíveis com “Hamilton”. Se ele alcançar a mesma excelência, “Tick, Tick, Boom” torna-se o projeto a ser batido no Oscar. 

Leonardo DiCaprio e Jennifer Lawrence juntos em “Don´t Look Up”: mais cheiro de Oscar impossível

E por que duvidar do Adam McKay se ele conseguiu emplacar o bagunçado “Vice” em Melhor Filme? Desta vez, ele terá parceria da Netflix e estará ao lado de Leonardo DiCaprio, Jennifer Lawrence, Meryl Streep e Cate Blanchett. “Don´t Look Up” ainda pode ser uma forma de Hollywood encontrar uma mensagem política contra os negacionistas de plantão. 

O Paul Thomas Anderson é um dos mais respeitados diretores de Hollywood ainda sem um Oscar. Ele pode reaparecer na disputa com “Licorice Pizza” ao lado do Bradley Cooper em uma história de um estudante do ensino médio que se tornou ator na década de 1970.  

E, claro, que não podia faltar a produção mais aguardada da temporada. 

“House of Gucci” consegue dar o segundo Oscar da carreira do Ridley Scott de Melhor Filme?

“House of Gucci” tem tudo para liderar a corrida pelas indicações ao Oscar. Figurinos, direção de arte, design de produção, maquiagem e penteado serão nomeações protocolares. A incógnita fica pelas categorias principais, afinal, quantas vezes nos últimos tempos o Ridley Scott prometeu e não cumpriu? 

Tomara que tudo dê certo e possamos ver Lady Gaga, Adam Driver e o próprio Scott indicados. Certamente a audiência do Oscar agradeceria.  

OS FAVORITOS 

Com “O Beco do Pesadelo”, a expectativa é alta para o retorno de Guillermo del Toro após a vitória de “A Forma da Água”.

E, finalmente, chegamos àqueles que despontam não apenas como nomes certos em Melhor Filme, mas, também com grandes chances de levarem a estatueta principal. 

O trailer de “O Beco do Pesadelo” mostrou que o Guillermo Del Toro está disposto a dobrar a aposta depois de ter vencido o Oscar por “A Forma da Água”. Além da excelência técnica exuberante, a produção reúne um elenco de estrelas em uma homenagem ao cinema de fantasia e noir. 

A grande questão é o caminho escolhido pela Searchlight Picutres para o filme na temporada de premiações: “O Beco do Pesadelo” não será exibido em festivais deste segundo semestre. A última vez que isso aconteceu e a produção levou o Oscar de Melhor Filme foi com “Os Infiltrados”, em 2007. 

Joel Coen, Frances McDormand, Denzel Washington: timaço pode levar à conquista de “A Tragédia de Macbeth”?

Por fim, temos o filme de abertura do Festival de Nova York. 

“A Tragédia de Macbeth” reúne um timaço adorado pela Academia: Joel Coen, diretor ganhador do Oscar por “Onde os Fracos Não Têm Vez”, Denzel Washington, duas vezes premiado, e Frances McDormand, ganhadora de Melhor Atriz em três ocasiões. E trio adapta ‘apenas’ uma das peças clássicas de William Shakespeare. 

É um time de peso e que, certamente, não será ignorado pela Academia. Porém, será que em uma época de temas tão urgentes e uma busca desesperada por mais audiência, o Oscar irá premiar uma adaptação shakesperiana?  

Oscar 2022 de Melhor Ator Coadjuvante: Previsões Iniciais

De Bradley Cooper a Willem Dafoe, Caio Pimenta apresenta a lista de candidatos ao Oscar 2022 de Melhor Ator Coadjuvante. https://www.youtube.com/watch?v=A4kohV2RCMw CHANCES MÍNIMAS Dois atores de filmes queridos da crítica devem ficar de fora.  O excelente Vincent...

Oscar: O Melhor e o Pior das Indicações de Al Pacino

Al Pacino.   Só de falar esse nome dá vontade de fazer uma reverência, afinal, se trata de uma das maiores lendas da história do cinema. A Academia, entretanto, não teve a melhor das relações com o ator e, apesar das nove indicações, ele venceu apenas uma vez.  Neste...

Oscar 2022 de Melhor Direção: Previsões Iniciais

De Steven Spielberg a Kenneth Branagh, Caio Pimenta apresenta a lista de candidatos ao Oscar 2022 de Melhor Direção. https://www.youtube.com/watch?v=k7yCO2R6RIs CHANCES MÍNIMAS  Já que iniciei falando de mulheres na direção, algumas delas parecem bem distantes da...

Oscar: O Melhor e o Pior das Indicações de Kate Winslet

De "Razão e Sensibilidade" a "Steve Jobs", Caio Pimenta analisa quais as melhores e piores indicações de Kate Winslet no Oscar. https://www.youtube.com/watch?v=nfP509-GoY0&t=249s 7. IRIS  Em 2002, a Kate Winslet disputou melhor atriz coadjuvante por “Iris”.  No...

Oscar 2022 de Melhor Ator: Previsões Iniciais

De Clint Eastwood a Will Smith, Caio Pimenta apresenta as chances das principais candidatas ao Oscar 2022 de Melhor Ator.  https://www.youtube.com/watch?v=3R1FHc5qXlI CHANCES MÍNIMAS    Tem muita gente sem grandes chances no Oscar 2022 de Melhor Ator. Quatro...

Oscar: O Melhor e o Pior das Indicações de Frances McDormand

A Katharine Hepburn pode ser a maior vencedora do Oscar de Melhor Atriz com quatro estatuetas, porém, a Frances McDormand detém um recorde incrível: 100% de aproveitamento na categoria com três indicações e três vitórias.   Ela ainda soma outras nomeações em atriz...

Oscar 2022 de Melhor Atriz: Previsões Iniciais

De Rachel Zegler a Lady Gaga e Kristen Stewart, Caio Pimenta apresenta as chances das principais candidatas ao Oscar 2022 de Melhor Atriz.  https://www.youtube.com/watch?v=IwUGzahLr6c CHANCES MÍNIMAS     Apesar dos muitos elogios a elas, três candidatas parecem...

Oscar: O Melhor e o Pior das Indicações de Leonardo DiCaprio

De "Gilbert Grape" a "Era uma vez em Hollywood", Caio Pimenta analisa quais as melhores e piores indicações de Leonardo DiCaprio no Oscar. https://www.youtube.com/watch?v=zjIqnog1h8Y 6. O REGRESSO  Igual fiz com o Martin Scorsese, começo com o desempenho que valeu o...

Museu da Academia em Los Angeles abre e promete passeio cinéfilo inesquecível

Chegou o dia: o Museu da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas está aberto para todo o público em Los Angeles. A cerimônia de inauguração aconteceu nesta quinta-feira, 30 de setembro, na The Walt Disney Company Piazza. O passeio promete ser parada obrigatória...

Oscar: O Melhor e o Pior das Indicações de Anthony Hopkins

De "O Silêncio dos Inocentes" a "Meu Pai", Caio Pimenta analisa quais as melhores e piores indicações de Anthony Hopkins no Oscar. https://www.youtube.com/watch?v=02BMDi_x_3Y 6. AMISTAD  Em 1998, o Anthony Hopkins foi indicado a Melhor Ator Coadjuvante por “Amistad”. ...