Recentemente Eduardo e Flávio Bolsonaro fizeram uma visita a Manaus. Na ocasião, Eduardo, deputado federal, declarou a um portal da cidade que “o Brasil elegeu um Presidente conservador sem ter um grande canal midiático conservador”. Tal afirmação possibilita um diálogo interessante com “Blackout”, ficção científica dirigida por Rossandra Leone.  

Roteirizado pela própria Leone ao lado de Pedro Gomes, o curta mostra um Rio de Janeiro futurista, onde os bailes na favela são carregados de iluminação neon e artistas negros como Linn da Quebrada se tornaram referência para jovens idealistas. Apesar disso, o racismo, machismo e violação de direitos de minorias prossegue, sendo esta  a relação de poder estabelecida entre o poder público e a favela. E é nesse ponto que a fala do deputado federal paulista encaixa-se na produção.

Somos levados a uma sala de interrogatório, onde uma mulher negra é acusada de ter ideias próprias. Leone replica máximas embutidas no discurso conservador como os xingamentos, a falsa visão sobre cotas e privilégios, além do tratamento destinado à mulher negra. Por mais absurdos que muitas dessas falas possam soar, ouvi-las na rua ainda é algo frequente e parece inerente a muitos brasileiros. Curiosamente, a acusação do governo a Luana (Adrielle Vieira) encontra raízes na ideologia e no posicionamento da personagem em defender jovens negros de comunidades.

Vale ressaltar, nesse ínterim, a personificação adotada pelos algozes de Luana, uma espécie de “Matrix”. Enquanto saem às ruas em busca de bloqueadores de memória, uma espécie de aparelho que inibe a lavagem cerebral imposta pelo governo as comunidades, assemelham-se aos agentes da “M.I.B”. No entanto, o tom adotado no interrogatório deveria remeter ao Agente Smith, mas a interpretação de  Marcéu Pierrotti deixa a desejar.

Quem também não consegue encontrar um tom mordaz é Vieira que varia entre falas arrastadas e o exagero. Apesar disso, ela se sobressai quando não necessita de diálogos, prova disso são suas cenas iniciais como hacker e o momento mais angustiante do filme quando cortam suas tranças e a colocam dentro de um figurino que remete bastante as roupas usadas pelas martas e aias de “The Handmaid´s Tale”. A cena consegue transmitir a violência e o estigma destinados ao negro e a mulher, cada vez mais frequentes em 2020.

O mais interessante em “Blackout”, contudo, é perceber como a ficção científica tem encontrado abrigo entre as produções brasileiras e sendo utilizada de forma criativa, fugindo dos velhos estereótipos do gênero e apresentando, realmente, características nacionais. Embora os diálogos e as atuações não consigam ampliar a discussão em torno de política e preconceito, é satisfatório poder ver uma mulher negra lutando pelos direitos das comunidades.

‘Mulher Maravilha 1984’: DC regride com bomba vergonhosa

A história se repete, certo? Passamos a vida ouvindo esse ditado, e parece que é verdade mesmo. No panteão dos quadrinhos super-heróicos da DC Comics, Superman, Batman e Mulher Maravilha são conhecidos entre os fãs como “a trindade” da editora. São reconhecidamente os...

‘Soul’: brilhante animação sobre quem realmente somos

“Editor-chefe do Cine Set. Exerce o cargo de diretor de programas na TV Ufam. Formado em jornalismo pela Universidade Federal do Amazonas com curso de pós-graduação na Faculdade Cásper Líbero, em São Paulo”.  Você encontra este texto na parte ‘Sobre o Autor’ desta...

‘O Céu da Meia-Noite’: George Clooney testa paciência em sci-fi sofrível

Galã charmoso dos moldes da Hollywood nos anos 1950, George Clooney construiu gradualmente uma trajetória para além deste rótulo. Depois de aprender com o fracasso de “Batman & Robin”, ele começou a selecionar melhor os projetos em que se meteria – até venceu o...

‘The Nest’: elegante jogo das aparências mistura drama e terror

Depois de surpreender com uma narrativa envolvente no longa de estreia em “Martha Marcy Mae Marlene”, Sean Durkin retorna nove anos depois com “The Nest” (“O Ninho”, em tradução literal). Acompanhado de atuações excelentes de Carrie Coon e Jude Law, ele traz o...

‘Let Them All Talk’: Soderbergh entre Bergman e Allen sem ser incisivo

'Galera, é o seguinte: estou pensando em fazer um filme todo gravado em um transatlântico. Vocês topam?’.  Se receber um convite destes seria tentador por si só, imagine vindo de Steven Soderbergh, diretor ganhador da Palma de Ouro do Festival de Cannes em 1989 por...

‘A Voz Suprema do Blues’: estado puro dos talentos de Viola Davis e Chadwick Boseman

"A Voz Suprema do Blues” reúne a mesma trinca de “Um Limite Entre Nós”: Viola Davis de protagonista em um filme produzido por Denzel Washington baseado em uma peça do dramaturgo August Wilson. Além dos nomes envolvidos, o projeto da Netflix guarda as qualidades – um...

‘First Cow’: uma lembrança sobre a necessidade da solidariedade

Não me surpreendo caso muitos perguntem os motivos de “First Cow” ser tão badalado e elogiado pela crítica internacional. Muito menos de uma possível insatisfação generalizada caso o longa dirigido, roteirizado e montado por Kelly Reichardt (“Certas Mulheres”) chegue...

‘À Luz do Sol’: potência de protagonistas ilumina a tela em documentário paraense

Documentário paraense selecionado para a mostra competitiva do Festival Olhar do Norte 2020, “À Luz do Sol” segue o caminho de produções como o amazonense “Maria”, de Elen Linth, e o longa alagoano “Cavalo”, da dupla Rafhael Barbosa e Werner Salles, marcados pela...

‘Raimundo Quintela – O Caçador Vira Porco’: Sherlock amazônico em aventura agradável

Misturar elementos da cultura pop e do cinema hollywoodiano com as lendas e crenças da Amazônia formam a base de “Raimundo Quintela – O Caçador Vira Porco”, curta-metragem paraense dirigido por Robson Fonseca. Vencedor de três categorias da mostra competitiva do...

‘O Som do Silêncio’: aflição e desespero de Riz Ahmed comovem em bom drama

A deficiência auditiva foi retratada nos cinemas com diferentes abordagens, mas, quase sempre a partir de uma situação já estabelecida. Em “O Milagre de Anne Sullivan” (1962), por exemplo, a professora interpretada pela vencedora do Oscar, Anne Bancroft, precisa...