Raros diretores conseguiram ser tão felizes ao aliar sucesso de público, comercial com produções elogiadas pela crítica com o Steven Spielberg. Desde o suspense “Encurralado” à aventura “Jogador Número 1”, ele experimentou os mais diversos gêneros ao longo de quatro décadas. 

Ao longo da carreira, Spielberg acumulou sete indicações ao Oscar de Melhor Direção, saindo vencedor em duas ocasiões: em 1993, por “A Lista de Schindler”, e por “O Resgate do Soldado Ryan”, seis anos depois. 

Neste vídeo, eu trago o melhor e o pior das indicações do Spielberg no Oscar. 

7. LINCOLN 

crítica lincoln steven spielberg daniel day lewis sally field

Um verdadeiro abismo separa o último colocado desta lista com as demais indicações do Spielberg no Oscar. 

Em “Lincoln”, o diretor até capricha na excelência técnica em um drama de época belíssimo, mas, comete um pecado da maioria dos seus dramas mais adultos: romantizar demais uma história densa e idealizar seu protagonista, no caso, o ex-presidente dos EUA, Abraham Lincoln. 

Em 2013, ele até chegou com força e possibilidade de sair vencedor, entretanto, foi perdendo terreno durante a temporada de premiações.

Saiu derrotado pelo Ang Lee, de “As Aventuras de Pi”, um resultado justo diante dos concorrentes não tão inspirados.

6. CAÇADORES DA ARCA PERDIDA

Indiana Jones

Junto com “Jurassic Park”, “Caçadores da Arca Perdida” é o mais divertido filme da carreira do Spielberg, pelo qual recebeu uma justa indicação em 1983. 

Somente pela sequência inicial imortalizando Indiana Jones e Harrison Ford na história do cinema, o Spielberg já merecia a nomeação.

O cineasta segue na mesma levada ao longo do restante da trama sabendo mesclar aventura, drama e humor, criando um filme que todo diretor de ação gostaria de fazer, mas, raramente foi alcançado por centenas ao longo das últimas décadas. 

A Academia, infelizmente, perdeu uma ótima oportunidade de fugir do padrão e foi no seguro com o Warren Beatty levando a estatueta por “Reds”. 

5. MUNIQUE

Nunca o Spielberg  teve uma abordagem tão madura em um filme adulto como aconteceu em “Munique”, filmaço pelo qual foi indicado a Melhor Direção em 2005. 

Longe do maniqueísmo, o diretor aborda com sobriedade o histórico conflito entre judeus e palestinos a partir da tragédia ocorrida nos Jogos Olímpicos de 1972. Além de ser um ótimo thriller político, o Spielberg consegue permear “Munique” de um espírito de derrota para os dois lados por conta das muitas perdas e supostas vitórias a preços terríveis. 

Apesar de adorar o trabalho do Spielberg e também do George Clooney, em “Boa Noite, Boa Sorte”, não dá para achar injusta a brilhante vitória do Ang Lee, de “O Segredo de Brokeback Mountain”. 

4. CONTATOS IMEDIATOS DO TERCEIRO GRAU 

Depois de ter sido esnobado por “Tubarão”, o Spielberg, finalmente, conseguiu a sonhada primeira indicação ao Oscar de Direção em 1978 com “Contatos Imediatos do Terceiro Grau”. 

A ficção científica mostra um Spielberg mais sofisticado na condução da trama e fazendo seu melhor filme tecnicamente daquela época.

Apesar de um ritmo mais lento, o diretor segue mostrando ser um mestre na capacidade de criar cenas de ação e realizar aventuras de alto nível. 

Perdeu o Oscar de Direção para o Woody Allen, de “Annie Hall”. Aí, realmente, não tinha como competir. 

3. O RESGATE DO SOLDADO RYAN 

O segundo Oscar de Melhor Direção da carreira do Spielberg veio em 1999 por “O Resgate do Soldado Ryan”. 

Apesar do miolo da trama ser arrastado e o patriotismo exagerado norte-americano incomodar, o Spielberg realiza uma proeza histórica ao recriar à perfeição o desembarque das tropas Aliadas na Normandia.

Nunca a guerra tinha sido tão visceral e violenta como vemos naqueles primeiros 25 minutos do filme.

Para completar, a batalha final é de uma tensão que só um gênio do cinema é capaz de oferecer. 

2. E.T – O EXTRATERRESTRE

Sucesso de público absoluto, “E.T – O Extraterrestre” rendeu uma indicação para o Steven Spielberg em 1983. 

Dos filmes de fantasia do diretor, nenhum conseguiu equilibrar tão bem a dose de aventura com humor e drama na medida certa como “E.T”.

Partindo da habilidade de trabalhar com atores crianças, o Spielberg cria uma fábula sobre amizade e tolerância capaz de emocionar qualquer pessoa ao redor do planeta. Para completar, somos brindados com a inesquecível cena da bicicleta, sequência que traduz exatamente a batida expressão da ‘magia do cinema’. 

Novamente, a Academia resolveu ser quadrada e ficou com o Richard Attenborough, de “Gandhi”. O famoso ‘mais do mesmo’. 

1. A LISTA DE SCHINDLER 

Não colocar “A Lista de Schindler” em primeiro lugar nesta lista é praticamente impossível. 

Através da dimensão épica da recriação precisa do horror dos campos de concentração do Holocausto judeu pelos nazistas, o Spielberg dimensiona para todas as gerações uma das maiores tragédias já cometidas pela humanidade.

É uma obra-prima com importância muito além do cinema, mas, também de caráter histórico e humanístico. 

A MAIOR ESNOBADA

De tantos grandes filmes, qual a indicação que o Spielberg merecia, mas, não veio? 

Adoraria falar que foi por “Jurassic Park”, um dos meus filmes favoritos, ou também pelo excelente “Minority Report”. Porém, não tem como ser diferente do clássico de 1975.

A indicação por “Tubarão” era merecida somente pela sequência inicial, uma das mais memoráveis de Hollywood. Mas não é só isso: a criatividade dele nos bastidores e toda a repercussão causada na época, dando o pontapé inicial à era dos blockbusters, foram marcas deixadas pelo Spielberg no cinema americano. 

“Tubarão” chegou a ser indicado ao Oscar de Melhor Filme, porém, o Spielberg ficou fora de Melhor Direção devido a uma forte concorrência que incluía nomes como Forman, Kubrick, Fellini, Lumet e Altman.

Porém, tinha espaço para ele. 

Oscar 2022: Por que não indicar Kristen Stewart será um erro?

A derrota no Globo de Ouro e a esnobada no SAG colocaram a Kristen Stewart em perigo na corrida para o Oscar. De favorita absoluta ao prêmio, agora, a estrela de “Spencer” corre o risco até de ficar fora da lista de indicadas a Melhor Atriz.  Com minha grande...

Oscar: O Melhor e o Pior das Indicações de Viola Davis e Renée Zellweger

De "O Diário de Bridget Jones" a "A Voz Suprema do Blues", Caio Pimenta analisa da pior à melhor indicação da carreira de Viola Davis e Renée Zellweger. https://youtu.be/nRan4CesJTQ 4. JUDY  A indicação mais fraca da carreira de Renée Zellweger foi justamente a que...

Oscar 2022: O Impacto do Globo de Ouro e das indicações ao SAG

Caio Pimenta analisa como fica a corrida do Oscar 2022 com os resultados do Globo de Ouro, as indicações ao SAG e a revelação das pré-listas do Bafta. https://www.youtube.com/watch?v=gBdDE53f-HY GLOBO DE OURO  O prêmio da Associação de Imprensa Estrangeira em...

SAG 2022: Previsões Finais dos Indicados

Caio Pimenta traz as previsões para as indicações ao SAG 2022, o prêmio do Sindicato dos Atores dos EUA; divulgação será no dia 12 de janeiro. https://youtu.be/VqeURXvkXRg MELHOR ATRIZ COADJUVANTE  A corrida por Melhor Atriz Coadjuvante traz quatro nomes definidos e...

Oscar: O Melhor e o Pior das Indicações de John Ford

De "O Delator" a "Depois do Vendaval", Caio Pimenta analisa da pior à melhor indicação da carreira de John Ford. 5. DEPOIS DO VENDAVAL  “Depois do Vendaval” foi a última indicação da carreira do Ford e rendeu a ele o recorde de vitórias da categoria.  A quarta...

Oscar 2022: Previsões das Indicações – Virada do Ano

Caio Pimenta aponta quais serão os indicados ao Oscar 2022 em Melhor Filme, Direção, Ator, Atriz, Coadjuvantes, Roteiros Adaptado e Original, Animação e Filme Internacional. https://www.youtube.com/watch?v=ai0PLy0HXeE ROTEIROS  Começamos com Roteiro Adaptado, onde...

Oscar: O Melhor e o Pior das Indicações de James Stewart

De "A Mulher Faz o Homem" a "Anatomia de um Crime", Caio Pimenta analisa da pior à melhor indicação da carreira de James Stewart. https://www.youtube.com/watch?v=ZmSCAyOB_x4 5. MEU AMIGO HARVEY  A indicação mais fraca da carreira de James Stewart ao Oscar veio em...

Oscar: Os Filmes Natalinos que Disputaram o Prêmio

De ”A Felicidade Não se Compra” a “Klaus”, Caio Pimenta apresenta a lista dos filmes natalinos indicados na história do Oscar. https://www.youtube.com/watch?v=mah6cVwm2kc O término da Segunda Guerra Mundial fez o Oscar se voltar para os esperançosos filmes natalinos...

Oscar: O Melhor e o Pior das Indicações de Glenn Close

De "O Mundo Segundo Garp" a "Era uma vez um Sonho", Caio Pimenta analisa da pior à melhor indicação da carreira de Glenn Close. https://youtu.be/RMbZHUMUnU8 8. UM HOMEM FORA DE SÉRIE  Em 1985, a Glenn Close foi indicada ao Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante por “Um...

Oscar 2022: Previsões Finais para a Shortlist

Caio Pimenta faz as apostas de quais produções devem aparecer na aguardada shortlist do Oscar nas categorias de Melhor Filme Internacional, Documentário, Efeitos Visuais, Maquiagem e Penteado, Canção Original e Trilha Sonora....