Quando estou numa roda de amigos, por exemplo, e alguém me pergunta o que eu acho sobre os filmes do Stanley Kubrick, logo me vem à mente os seus clássicos: Laranja Mecânica (1971), O Iluminado (1980), 2001: Uma Odisséia no Espaço (1968), mas foram só esses mesmo que ele realizou? Ele não fez outros? 

A título de exercício trago aqui outro adorável diretor que também é tema de conversa entre amantes de cinema, Pedro Almodóvar. Dele nos lembramos de Tudo Sobre Minha Mãe (1999), Mulheres a Beira de um Ataque de Nervos (1988), e os demais? Recentemente fiz o seguinte exercício de análise: selecionei os diretores que eu mais gostava e ‘maratonei’ suas filmografias, entre eles, além dos já citados, Céline Sciamma, Anna Muylaert, Spike Lee, Glauber Rocha e Jordan Peele. 

O resultado foi surpreendente: acho incrível observar, dentro de uma ordem cronológica, como cada diretor reflete determinados assuntos e faz determinadas escolhas que são, muitas vezes, a síntese de seu trabalho por inteiro. E como, com o passar dos anos, aprimoram, cada vez mais, a forma de esculpir os elementos que compõem suas obras. 

No caso de Spike Lee, por exemplo, em seu longa de estreia Ela Quer Tudo (1986) ele já aborda a temática do empoderamento feminino através de sua personagem central, Nola, que hoje, inclusive tem até série na Netflix. Em seus filmes seguintes as questões raciais, os conflitos sociais, econômicos e religiosos que confrontam, muitas vezes, uma sociedade violenta, desigual e injusta são abordagens que se fazem presentes e que propõe ao espectador reflexões acerca de temas fundamentais e cada vez mais pungentes. Em sua última realização, Destacamento Blood (2019), é possível ver esses mesmos signos que percorrem seus roteiros desde Lute Pela Coisa Certa (1988), Faça a Coisa Certa (1989), Mais e Melhores Blues (1990) e por aí vai. 

MAIS DICAS

O mesmo posso dizer da diretora francesa Céline Sciamma. Do seu belo Lírios D’água (2007) até o maravilhoso Retrato de Uma Jovem Em Chamas (2019) a realizadora nos presenteia com temáticas que perpassam o universo feminino de maneira avassaladora. As descobertas do corpo, a transição da difícil fase de todos nós infância/adolescência, o amor, o sexo, sempre de modo absolutamente delicado e com uma sensíbilidade e requinte ímpares. Do seu primeiro filme até o último percebemos sua mão em cada cena, como se ela confeccionasse da maneira mais artesanal e cuidadosa possível, ou seja, ela demonstra, com isso, imensa responsabilidade e seriedade pois lida com temas sensíveis a nossa sociedade como o preconceito, homofobia e desigualdade. 

Existem também aqueles diretores como Stanley Kubrick que, por mais que ele percorra determinados temas e assuntos, sempre dão aquele jeitinho de surpreender. Seu longa de estreia que o diga. Acredito piamente que se pedissem para um desavisado dizer quem é o diretor de Medo e Desejo (1953) e De Olhos Bem Fechados (1999) ele não diria se tratar do mesmo criativo, inventivo, surpreendente, Kubrick.  

Por isso aproveito, aqui neste espaço, para indicar bons filmes não tão badalados de diretores aclamados: assistam Pepi, Luci, Bom e Outras Garotas de Montão (1980) e Labirinto de Paixões (1982) ambos de Pedro Almodóvar, A Origem dos Bebês Segundo Kiki Cavalcanti (1995) e É Proibido Fumar (2009), de Anna Muylaert e Tomboy (2011) de Céline Sciamma. Desfrutem e vejam como esses inícios de carreira impulsionaram grandes e geniais realizadores.

Cinema paraense predomina e ‘Ari y Yo’ vence Olhar do Norte 2020

O Festival Olhar do Norte 2020 consagrou o cinema paraense na cerimônia de premiação na noite desta segunda-feira (7), realizada no canal do Cine Set no YouTube. O documentário “Ari y Yo” venceu três categorias da mostra competitiva Norte: Melhor Filme do Júri...

Convite Cine Set – Participe dos debates do Festival Olhar do Norte 2020

Caio Pimenta apresenta os debates do Festival Olhar do Norte 2020 no canal do Cine Set no YouTube. https://www.youtube.com/watch?v=A4PNm9evzQU Entre os dias 5 e 7 de dezembro, acontece o Festival Olhar do Norte 2020. O evento traz o melhor do cinema da região Norte e...

Olhar do Norte 2020: Tudo Sobre o Principal Festival de Cinema de Manaus

ARTRUPE PRODUÇÕES ARTÍSTICAS APRESENTAOLHAR DO NORTE 2020Principal de festival de cinema do Amazonas, o Olhar do Norte chega totalmente online à terceira edição para destacar o audiovisual produzido no Norte do Brasil.Realizado desde 2018 pela Artrupe Produções...

Olhar do Norte 2020: conheça as oficinas gratuitas online do evento

OFICINA I: TRILHA SONORA Data: 5 de dezembro  - 15h (hora Manaus) - via ZoomJulia Teles é Bacharela em Música com ênfase em Composição Eletroacústica pela Unesp, técnica em áudio pelo IAV (Instituto de Áudio e Vídeo) e pós graduada em Música e Imagem pela...

Olhar do Norte 2020: ‘O Barco e o Rio’ e ‘O Reflexo do Lago’ terão sessões especiais

O Olhar do Norte 2020 terá exibições especiais de elogiados curtas e longas-metragens do cinema brasileiro em 2020. Fazem parte desta programação três obras do cinema amazonense - "O Barco e o Rio", de Bernardo Abinader, "Manaus Hot City", de Rafael Ramos, e "Sons do...

Olhar do Norte 2020: conheça os filmes da Mostra Olhar da Pandemia

No meio da maior pandemia em um século, o cinema enfrenta uma de suas maiores crises com salas fechadas ao redor do planeta e incertezas sobre os rumos do setor no Brasil amplificado pela (falta de) gestão do governo Bolsonaro. Ainda assim, o audiovisual segue em...

Olhar do Norte 2020: equipe do Cine Set será jurada da Mostra Olhar da Pandemia

O Cine Set tem a honra de ser parceiro do Festival Olhar do Norte 2020 contribuindo para os debates no nosso canal do YouTube e também com as páginas especiais repletas de informações sobre o evento. Estas, porém, não serão as únicas contribuições do nosso site para...

Olhar do Norte 2020: Mostra Norte Competitiva: ‘Tucandeira’, de Jimmy Christian

SINOPSE Em pleno coração da floresta amazônica, a tribo dos Saterê Mawé mantém rituais de passagem da puberdade dos homens. São acontecimentos marcados de extremo valor e representatividade. PÔSTER Formado em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Amazonas,...

Olhar do Norte 2020: Mostra Norte Competiva: ‘Ratoeira’, de Rômulo Sousa

SINOPSE "Ratoeira" é um pequeno recorte urbano de Manaus. Uma visão bem humorada sobre a dinâmica de um relacionamento. O filme é um experimento independente e faz uso de algumas técnicas narrativas em torno de uma narrativa pessoal. TRAILER...

Olhar do Norte 2020 – Mostra Competitiva Norte: ‘Raimundo Quintela, o Caçador de Vira Porco’, de Robson Fonseca

SINOPSE Raimundo Quintela é último caçador de vira porco do Pará. Ele foi treinado durante toda adolescência para esse oficio. Nairton é um motorista de taxi que tem um único cliente que é Raimundo, juntos os dois viajam pelo interior da Amazônia resolvendo casos...