A MELHOR SÉRIE DE 2020
‘NORMAL PEOPLE’ – 2 VOTOS

Confira as listas de 2019, 2018, 2017.
Saiba quais foram os votos da equipe do Cine Set: 

Caio Pimenta – ‘Sob Pressão: Plantão Covid’

“Sob Pressão: Plantão Covid” pode não ter a engenhosidade de “O Gambito da Rainha”, o charme quase novelesco da trama de “The Crown” ou a qualidade de “Better Call Saul”, a maior série da atualidade. Porém, a produção estrelada pela brilhante Marjorie Estiano trouxe um pouco do desespero trazido pela pandemia da COVID-19 com suas histórias de sacrifícios e coragem de médicos no pior dos cenários. Ainda que tenha sido leve perto da realidade enfrentada nos hospitais públicos e privados, os dois episódios ficam como uma obra de um período tragicamente histórico.

Camila Henriques – “The Crown” – 4a Temporada 

O estudo de personagem proposto por Peter Morgan se ampliou nesta temporada. Ao que começamos a acompanhar alguns dos personagens mais famosos da história recente britânica, “The Crown” ganhou fôlego. Destaque para Jack O’Connell, que cria um Charles complexo e crível a ponto de irritar a Família Real “da vida real”, para uma Olivia Colman totalmente à vontade e para o trabalho de caracterização reservado a Emma Corrin e Gillian Anderson. 

Danilo Areosa – Normal People” 

Em um ano pandêmico que mexeu com os nervos e com a saúde mental da população, uma série britânica bateu forte no coração para alimentar a “carentena”: Normal People. Produzida pela BBC/Hulu e disponível na plataforma do Starzplay, a série inspirada no livro homônimo de Sally Rooney e roteirizada pela própria escritora, relata os encontros e desencontros de um jovem casal irlandês, mostrando o seu romance desde o colegial até a saída da faculdade. Normal People encanta pela sensibilidade em que discute o relacionamento amoroso entre dois jovens que se amam, mas devido suas inseguranças pessoais ficam fadados ao desamor por não conciliarem os seus demônios interiores. Como a grande maioria das séries britânicas, há uma enorme coragem de mostrar cenas de sexos (e são várias) de forma erótica e sensual, sem ser vulgar. Dividida em doze capítulos (cada episódio com duração de aproximadamente 30 minutos) e com alguns deles dirigidos por Lenny Abrahasom (de O Quarto de Jack), a série ainda apresenta uma química espetacular entre Daisy Edgar-Jones e Paul Menescal (indicado ao Emmy). Normal People retrata o romance como ele deve ser: aquele que liberta e transforma. 

Henrique Filho – “The Boys” – 2ª Temporada 

Mais um ano que passa e dá pra contar nos dedos o número de séries que assisti. Sim, eu não assisti “The Mandalorian”, provavelmente essa série poderia estar aqui. Mas vou colocar o segundo ano de The Boys como minha indicação.  

Para aprender como se faz algo adulto com a galera de collant colorido, Zack Snyder devia dar uma olhada nesta produção da Amazon. Absurda, grotesca e politicamente instigadora, a série consegue sintetizar muito bem o material criado por Garth Ennis, atualizá-lo e deixar ainda superior ao material de origem (bem melhor que a HQ). Detalhe o criador do material já deixou claro que odeia super-heróis assim como o seu protagonista Billy Butcher (Karl Urban). 

Destaque eu deixo para o episódio 7 que explodiu cabeças. E para a cena de abertura em que Stormfront resume o documentário “O Dilema das Redes” em dois minutos criando um “gado”.    

Ivanildo Pereira – “Better Call Saul” – 5a Temporada  

Num ano difícil em que as séries ajudaram a entreter e distrair pessoas em todo o mundo, não faltaram grandes produções nos principais streamings e redes. No entanto, em minha opinião, nada superou a quinta temporada de Better Call Saul – a melhor da série até agora. Suspense, tensão, humor negro e desenvolvimentos interessantíssimos e até inesperados (Kim!) fizeram dessa série veterana a melhor atração televisiva do ano, aliando riqueza visual e roteiros meticulosamente construídos. Cada episódio é especial do ponto de vista visual e de história, é uma coisa realmente impressionante. Sinceramente, a série ainda parece meio subvalorizada por aí, e já que a próxima temporada será o fim, quanto mais alardearmos as qualidades incríveis de Better Call Saul para quem por ventura ainda não a descobriu, melhor. 

Menções honrosas: as minisséries dramáticas I Know This Much is True da HBO, e O Gambito da Rainha, da Netflix. 

Lorenna Montenegro – “Normal People” 

Pâmela Eurídice Dark” – 3ª Temporada 

2020 nos entregou grandes produções seriadas. “I May Destroy You”, “Lovecraft Country”, “The Mandalorian” são alguns bons frutos dessa safra. No entanto, a primeira série alemã original Netlfix chegou ao seu último ano resolvendo os mistérios que nos prenderam a Winden e abrindo novas interrogações para compreendermos o universo de Baran Bo Odar e Jantje Friese. O resultado é a melhor atração do streaming e um dos finais de série mais memoráveis da última década.  

Agora, além de não escutarmos mais “What a Wonderful World” da mesma forma, temos o real significado de final agridoce. 

Rebeca Almeida – ‘Bom dia, Verônica’ – 1a Temporada 

Não é nenhum mistério que ‘Dark’ se tornou rapidamente uma das minhas séries favoritas e, mesmo deixando algumas perguntas em aberto (como eu esperava), sua temporada final esse ano é realmente memorável. Mas, mesmo com meu coração torcendo pela produção alemã, a série que não sai da minha cabeça é ‘Bom Dia, Verônica’. Por ser baseada num livro de autores brasileiros – os quais também participaram da produção e roteiros da série – sua narrativa é hábil em retratar diversas temáticas pertinentes ao Brasil com o enfoque certeiro na violência contra a mulher. E é claro que a trama viciante e as atuações inesquecíveis do trio protagonista consagram a série como um dos destaques merecidos de 2020. 

Menções honrosas: Coisa mais linda, 3%, I may destroy youEu nunca, A maldição da mansão blyAway, Sob pressão: Plantão Covid.

Bárbara Paz: ‘Babenco’ é um poema visual em preto e branco’

Como se alivia uma dor? Nas palavras de Bárbara Paz, é “contando uma história”. No caso dela, a história a ser contada realmente envolveu muita dor. Em “Babenco - Alguém Tem Que Ouvir o Coração e Dizer: Parou”, a atriz e diretora celebra a história de Hector Babenco,...

A perigosa tentativa de censura prévia às manifestações artísticas em Manaus e seus riscos

Enquanto escrevo estas linhas, tudo ainda é apenas uma abstração, um palpite, uma conjectura – mas, se o Projeto de Lei n° 075/2018, do vereador Dallas Filho (MDB), for aprovado na Câmara Municipal de Manaus nesta semana, então teremos, explícita e amparada em lei, a...

Atriz amazonense de ‘Malévola 2’ avança no mercado do cinema mundial

O Amazonas terá uma representante em um dos filmes mais aguardados de 2019: a atriz Fernanda Diniz está escalada em “Malévola 2” ao lado de ‘apenas’ Angelina Jolie e Elle Fanning. Nada mais coincidente do que ser um conto de fadas para abrir os caminhos de Hollywood...

Cine Set abre inscrições para novo curso de roteiro em Manaus

Chegou a hora do primeiro curso de cinema do Cine Set em 2018! As inscrições para o curso 'Teoria e Prática do Roteiro' estão abertas a partir desta segunda-feira (7). As aulas serão realizadas aos sábados pela manhã, de 9h às 12h, a partir do dia 19 de maio...

Cinco filmes locais para chocar a tradicional família amazonense

O projeto de lei nº 75/2018 de autoria do vereador membro da bancada evangélica, Dallas Filho (MBD), está em deliberação na Câmara Municipal de Manaus*. A proposta visa proibir a exposição artística ou cultural com teor pornográfico ou vilipêndio a símbolos religiosos...

A Era das Videolocadoras: Muito Além da Nostalgia

Como escrever um artigo sobre o fenômeno e a importância das videolocadoras sem cair no saudosismo? Essa foi a dúvida que me fez começar este texto que você está lendo agora, caro leitor. Porque eu não sou saudosista. Nem nostálgico. Bem, não muito, pelo menos. Por...

Adanilo Reis: ‘Marighella’, Wagner Moura e o Futuro do Jovem Ator Amazonense

Com passagem pelo teatro local, Adanilo Reis iniciou os primeiros passos nos cinemas junto com a Artrupe Produções no curta-metragem "A Menina do Guarda-Chuva". Pouco depois, ele retomou a dobradinha com Rafael Ramos e protagonizou "Aquela Estrada" e, em seguida, "O...

‘Entre Amigas’: clássico subestimado de Chabrol traz estudo de personagens femininas

Muito se fala hoje sobre a necessidade de uma construção mais apurada para personagens do cinema que não são homens caucasianos. Num contexto em que 51% dos filmes vencedores do Oscar sequer conseguem passar no teste de Bechdel, uma pérola do diretor francês Claude...

‘Chaos Walking’: ótimo conceito nem sempre gera bom filme

Toda vez que se inicia a produção de um filme, cineastas participam de um jogo de roleta: por mais bem planejada que seja a obra e não importando o quão bons sejam os colaboradores que eles vão reunir para participar dela, tudo ainda pode acabar mal. Cinema é...

Amazonense ‘O Barco e o Rio’ é selecionado para festival na Espanha

Depois de passagens de sucessos por festivais brasileiros, chegou a hora de “O Barco e o Rio” alcançar novos caminhos: a produção amazonense está selecionada para o Festival Internacional de Cinema de Huesca, na Espanha. O curta-metragem de Bernardo Abinader disputa a...

Oscar: TOP 10 Maiores Momentos da Década 2010

De Leonardo DiCaprio a Lady Gaga, Caio Pimenta apresenta uma lista com os 10 momentos mais marcantes do Oscar na década de 2010.  https://www.youtube.com/watch?v=HZm_rdBu7d8 10. RUTH E. CARTER E HANNAH BEACHLER  https://www.youtube.com/watch?v=bw_n6O0d46k...

Cinema em Tempos de Coronavírus: Dicas de Filmes no Streaming #56

Filme: Sleepers - A Vingança Adormecida Direção: Barry Levinson Elenco: Kevin Bacon, Robert De Niro, Brad Pitt, Jason Patric, Dustin Hoffman Sinopse: Nos anos 60 quatro adolescentes que viviam em Hell's Kitchen, em Nova York, ferem acidentalmente uma pessoa...

Festival POE de Cinema Fantástico fecha parceria com Darkflix em edição inclusiva

Em sua 6ª edição, o Festival POE de Cinema Fantástico se adapta às estruturas online com uma nova maneira de exibição de seus filmes e uma nova categoria para trazer maior diversidade ao evento. Entre os dias 21 e 30 de abril, serão exibidos 68 filmes na programação,...

Oscar 2021: Qual filme tem mais chance de surpreender “Nomadland”?

Grandes rivalidades marcaram muitos anos do Oscar.  Quem não lembra dos duelos de “E o Vento Levou” e “O Mágico de Oz” ou “A Malvada” versus “Crepúsculo dos Deuses”, “A Noviça Rebelde” contra “Doutor Jivago”, “O Poderoso Chefão” versus “Cabaret”, “Kramer Vs Kramer”...

‘Locked Down’: dramédia na pandemia sucumbe à triste realidade

Dentre tantas situações inesperadas da pandemia da Covid, com certeza, a quarentena forçada foi uma grande bomba-relógio para conflitos conjugais e familiares. Agora, se conviver ininterruptamente com quem se ama já é desafiador, imagine passar semanas, meses dentro...

Debate com Babu e Dira Paes abre o Festival de Cinema das Periferias da Amazônia

De 10 a 30 de abril, o Festival de Cinema das Periferias da Amazônia - Telas em Movimento vai realizar palestras, oficinas, circuito de cineclubes, mostra de filmes e de vídeo mapping trazendo como tema a inclusão digital. A ideia desse ano é trazer à tona a pauta da...

‘Godzilla Vs Kong’: sem vergonha de ser uma divertida bobagem

Não há como contornar: Godzilla vs Kong é um filme bobo. Todos os filmes “versus” feitos até hoje na história do cinema, com um personagem famoso enfrentando outro, foram bobos, e essa nova investida do estúdio Warner Bros. no seu “Monsterverse” – a culminação dele,...

Podcast Cine Set – Visões Femininas Episódio 5: Izis Negreiros

O Cine Set apresenta o novo episódio de “Visões Femininas”, podcast produzido por Pâmela Eurídice ao lado de Rebeca Almeida e Maria Cecília Costa, do Vírgulas Cardeais. São sete episódios cada um com entrevistas de importantes mulheres do audiovisual amazonense da...