Depois de ganhar fama mundial com seu melhor filme e abandonar publicamente a maior premiação de seu país natal, o que você faria? A diretora francesa Céline Sciamma voltou logo ao trabalho. Ela agora retorna com “Petite Maman”, menos de dois anos depois de seu último longa, o excelente “Retrato de uma Jovem em Chamas”. Exibido na mostra competitiva da Berlinale deste ano, o novo projeto encontra Sciamma trabalhando com um menor escopo, mas nem por isso desprovido de encantos.

Nelly (Joséphine Sanz) acabou de perder a avó e está ajudando a limpar a casa de infância de sua mãe Marion (Nina Meurisse). Seus pais, ela percebe, não parecem estar no melhor dos termos. Enquanto a família encaixota pertences, a menina explora a casa e os arredores, incluindo a casa na árvore que sua mãe construiu quando era criança. Um dia, ela encontra uma menina (Gabrielle Sanz), que também se chama Marion e se parece demais com uma versão mais nova de sua mãe.

De um ponto de vista de produção, “Petite Maman” é claramente um filme menor de Sciamma. Comparado com o épico “Retrato”, que tinha a escala e os adereços de um grande romance clássico, “Petite” se assemelha a um conto contemporâneo. Ele também marca a primeira vez que a cineasta volta seus olhos para protagonistas infantis desde o incrível Tomboy, de 2011.

Os roteiros da diretora possuem o raro talento de dramatizar situações internas e pessoais de forma direta e potente. Aqui, ela volta seus olhos para o momento em que a infância acaba e que leva a criança a descobrir que há muito mais sobre o mundo do que aquilo que lhe é mostrado ou cujo acesso lhe é permitido. 

Por mais que seja tentador criar uma história nos moldes de “a criança versus o mundo” para representar essa transição, a cineasta abre mão do maniqueísmo para trazer tons de cinzas para o mundo ainda preto-no-branco de Nelly. Seus pais parecem distantes e estão claramente envoltos em seus próprios problemas, mas amam sua filha. Eles aparecem como distraídos e ocupados, mas amorosos.

Em fragmentos de diálogos, o roteiro de “Petite Maman” desbrava pouco a pouco, como sua protagonista, grandes questões familiares. Observe como o pai de Nelly entrega o medo que sentia de seu próprio pai quando ele era criança em uma conversa, com a pequena começando a formar suas ideias sobre a diferença entre gerações.

A relação entre a menina e a mãe, por sua vez, é mais rica, sendo as interações de Nelly com as duas versões de sua figura materna – a criança e a adulta – que conduzem a narrativa. A obra do autor britânico Neil Gaiman – outro especialista em abordar o fim da inocência com altas doses de fantasia – vem à mente. Em sua simplicidade, “Petite Maman” é um filme adulto sobre infância e um retrato de uma menina tendo que crescer na busca de tentar entender sua mãe. 

‘What Do We See When We Look at the Sky?’: minúcias da vida levadas à exaustão

O céu, escadas, pontes, um rio, pessoas andando, cachorros e muito, mas muito futebol. Essas são algumas das coisas que os espectadores de "What Do We See When We Look in the Sky?" têm a chance de ver por longos períodos de tempo durante o filme, que estreou na mostra...

‘Petite Maman’: delicado filme adulto sobre a infância

Depois de ganhar fama mundial com seu melhor filme e abandonar publicamente a maior premiação de seu país natal, o que você faria? A diretora francesa Céline Sciamma voltou logo ao trabalho. Ela agora retorna com “Petite Maman”, menos de dois anos depois de seu último...

‘Mission Ulja Funk’: aventura infantil defende a ciência e ataca fanatismo religioso

Uma aventura juvenil divertida e necessária contra o fundamentalismo religioso, “Mission Ulja Funk” é uma das surpresas da Berlinale deste ano. A co-produção Alemanha-Luxemburgo-Polônia, exibida na mostra Generation Kplus do evento cinematográfico, tem muito carisma e...

‘Una Escuela en Cerro Hueso’: pequena pérola argentina sobre autismo

Um filme delicado sobre adaptação e superação, “Una Escuela em Cerro Hueso” é um drama argentino que chama a atenção para o autismo sem apelar para reducionismos. Exibido na mostra Generation Kplus do Festival de Berlim deste ano, onde ganhou uma menção especial do...

‘The White Fortress’: contexto social da Bósnia fortalece romance juvenil

"The White Fortress", novo filme de Igor Drljača, é um longa multifacetado que tem a chance de seduzir diversos tipos de espectadores. Apresentado na mostra Generation 14plus do Festival de Berlim deste ano, a co-produção Bósnia e Herzegovina-Canadá é um sensível...

‘La Mif’: devastador drama social aposta em narrativa ousada

"La Mif", nova produção do diretor Fred Baillif (“Tapis Rouge”), é um drama social devastador - ainda que não da maneira comumente vista em filmes do gênero. Ganhador do prêmio de Melhor Filme da mostra Generation 14plus do Festival de Berlim deste ano, o longa da...

‘Social Hygiene’: distanciamento social físico e metafórico em filmaço

Um filme que reflete perfeitamente os tempos pandêmicos, "Social Hygiene", de Denis Côté, é uma produção que dá um significado completamente novo ao termo "distanciamento social". O longa tornou seu realizador um dos ganhadores do prêmio de Melhor Diretor da...

‘Tina’: documentário para celebrar uma gigante do Rock

Das várias injustiças cometidas contra Tina Turner - a Rainha do Rock -, talvez a mais louca a persistir até hoje seja o fato de ela não constar como artista solo no Hall da Fama do estilo que rege. Os eleitores da organização podem corrigir esse fato em 2021, já que...

‘We’: o cinema como construtor de uma memória coletiva

"We", o novo filme de Alice Diop, é várias coisas: uma lembrança familiar, uma celebração das vidas comuns e uma busca pela identidade da França nos dias de hoje. Acima de tudo, o documentário, que ganhou o prêmio de Melhor Filme da mostra Encontros do Festival de...

‘Moon, 66 Questions’: drama familiar foge do convencional em narrativa ousada

Livremente inspirado em tarô e mitologia, "Moon, 66 Questions" explora as falhas de comunicação e os conflitos geracionais de uma família através dos olhos de uma adolescente. O drama grego, exibido na mostra Encontros do Festival de Berlim deste ano, é carregado de...