“O avião! O avião!”. Essa fala e o anão Tattoo são os elementos mais lembrados do seriado da TV Ilha da Fantasia dos anos 1970. Esses elementos são suficientes para garantir a produção de uma nova versão, destinada ao grande público de cinema de hoje? Bem, alguém achou que sim, pois fizeram o reboot para cinema de Ilha da Fantasia. Produzido pelo estúdio Sony e pela Blumhouse, a produtora do momento especializada em terror que às vezes acerta a mão e às vezes erra feio, é o pior tipo de filme burro: aquele que se acha esperto.

Este reboot pega os elementos básicos do seriado – o cenário da ilha, o fato dela realizar as fantasias de quem se hospeda no resort presente nela, e alguns personagens – e os reconfigura numa história que se acha muito esperta por misturar vários gêneros. O filme da Ilha da Fantasia é parte… Bem, fantasia, parte suspense, e parte terror. Com pitadas de comédia e drama. Todas bem ruins.

Na trama, um grupo de personagens chega à ilha no famoso avião e são recebidos pelo anfitrião, sr. Roarke (vivido por Michael Peña, sucedendo outro ícone latino de Hollywood que fazia o papel na TV, Ricardo Montalban). Cada hóspede tem uma fantasia a realizar, de acordo com o anunciado na propaganda do concurso que ganharam, e o Sr. Roarke garante que pode realiza-las. Logo eles são levados às tais fantasias: Têm os dois irmãos (Jimmy O. Yang e Ryan Hansen) que querem aproveitar – leia-se, transar. Um rapaz (Austin Stowell) deseja rever o pai e acaba sendo transportado a um cenário de guerra. Uma moça (Lucy Hale) acaba tendo a chance de se vingar de outra que lhe fazia sofrer bullying na época de escola. E uma mulher (Maggie Q) experimenta uma segunda chance de ser feliz e constituir família com seu grande amor. Quando essas fantasias começam a colidir, a ilha entra em caos.

VIAGEM PARA ESQUECER

Pegando inspiração da sua contraparte televisiva, é quase como se os roteiristas colassem umas quatro ou cinco ideias para episódios numa só grande história. Uma abordagem com potencial, mas que em mãos erradas poderia gerar confusão, e é justamente o que se tem aqui. Cada história tem um tom diferente, e não há costura para transformá-las num todo coerente. Na verdade, o roteiro de Ilha da Fantasia é uma bagunça mesmo, com muito diálogo expositivo, regras da ilha que funcionam de acordo com o momento e a necessidade da trama, elementos jogados do nada, alguns outros elementos roubados de Lost, e um terceiro ato tão cheio de reviravoltas “surpreendentes” que, claro, precisam ser explicadas para o espectador com mais diálogo expositivo.

O que já era ruim no papel se torna ainda pior quando encenado pelo diretor Jeff Wadlow, que parece almejar o titulo de pior diretor trabalhando em Hollywood hoje – é o mesmo autor de Kick-Ass 2 (2013) e Verdade ou Consequência (2017), para vocês sentirem o drama. Wadlow   não entende de comédia, por isso as tentativas de humor não têm graça. E quando tenta ser sério e criar drama na narrativa, em torno da personagem de Maggie Q, o resultado é ainda pior – a mulher recebe uma segunda chance na vida, e o que é típico de filmes ruins, a rejeita 5 minutos depois… E visualmente, o filme também é muito pouco imaginativo: começa como um comercial de resort, do meio para o fim vira um episódio típico de Lost na floresta, e acaba numa caverna, que não tem um brilho como a de Lost, mas tem uma pedra mágica…

Resta aos atores passarem um pouco de vergonha: Maggie Q se esforça em vão, Peña parece um pouco constrangido, Hale está péssima e além dos demais citados, Michael Rooker passa correndo pela narrativa, totalmente desperdiçado, mas conseguindo pagar os boletos do mês. E como a cereja do bolo, o filme expande a sua já considerável picaretagem na cena final – que não é difícil de adivinhar – ao tentar iniciar uma possível franquia. A ânsia de Hollywood em explorar suas “IPs”, suas propriedades intelectuais, a todo custo, mesmo aquelas que o público de cinema de hoje mal conhece ou se lembra, ataca de novo. Porém, passar quase duas horas nesta Ilha é suficiente para fazer com que o espectador não queira voltar nunca mais.

Cine Set elege o Pior Filme do Cinema/Streaming de 2020

PIOR FILME DO CINEMA/STREAMING DE 2020 365 Dias – 68 PONTOS   Dolittle – 59 PONTOS   Era uma vez um Sonho – 52 PONTOS   O Escândalo - 32 PONTOS   The Last Days of American Crime – 31 PONTOS   Confira as listas de Melhor Cena...

Cinema em Tempos de Coronavírus: Dicas de Filmes no Streaming #44

Filme: Pieces of a Woman Direção: Kornél Mundruczó Elenco: Vanessa Kirby, Shia Labeouf, Ellen Burstyn Sinopse: A jornada emocional de uma mãe que acaba de perder seu bebê. Diante dessa perda, ela terá que lidar com as conseqüências que seu luto tem nas relações com o...

Cinema em Tempos de Coronavírus: Dicas de Filmes no Streaming #43

Filme: O Barco: Inferno no Mar Direção: Wolfgang Petersen Elenco: Jürgen Prochnow, Erwin Leder, Herbert Grönemeyer Sinopse: No auge da Segunda Guerra Mundial, a jovem tripulação do submarino alemão U-96 parte para uma missão secreta. Durante a Batalha do Atlântico,...

Cinema em Tempos de Coronavírus: Dicas de Filmes no Streaming #42

Filme: Emicida: AmarElo - É Tudo pra Ontem Direção: Fred Ouro Preto Sinopse: O documentário explora todo o processo de criação do projeto AmarElo, do músico e militante negro, Emicida. Criado em estúdio, AmarElo foi apresentado no Theatro Municial, em São Paulo, 2019,...

Cinema em Tempos de Coronavírus: Dicas de Filmes no Streaming #41

Filme: As Mortes de Dick Johnson Direção: Kirsten Johnson Sinopse: A diretora Kirsten Johnson busca uma maneira de manter vivo seu pai de 86 anos para sempre. Utilizando a magia do cinema e o humor sombrio de sua família, ela comemora os últimos anos do Dr. Dick...

Cinema em Tempos de Coronavírus: Dicas de Filmes no Streaming #40

Filme: Impacto Profundo Direção: Mimi Leder Elenco: Vanessa Redgrave, Maximilian Schell, Morgan Freeman, Elijah Wood Sinopse: Um astrônomo-mirim (Elijah Wood) e seu professor acidentalmente descobrem que um cometa com 11 mil metros de diâmetro vai colidir com a Terra,...

Cinema em Tempos de Coronavírus: Dicas de Filmes no Streaming #39

Filme: Se Algo te Acontecer Direção: Michael Govier, Will McCormack Sinopse: Um casal enfrenta um vazio emocional e tenta processar o luto pela perda de um filho. https://www.youtube.com/watch?v=I2e1fZnqgjE Filme: Bastardos Inglórios Direção: Quentin Tarantino Elenco:...

Cinema em Tempos de Coronavírus: Dicas de Filmes no Streaming #38

Filme: Animais Fantásticos e Onde Habitam Direção: David Yates Elenco: Eddie Redmayne, Katherine Waterston, Dan Fogler, Alison Sudol Sinopse: O excêntrico magizoologista Newt Scamander (Eddie Redmayne) chega à cidade de Nova York levando com muito zelo sua preciosa...

Cinema em Tempos de Coronavírus: Dicas de Filmes no Streaming #37

Filme: Matrix Reloaded Direção: Lana Wachowski, Lilly Wachowski Elenco: Keanu Reeves, Carrie Anne-Moss, Laurence Fishburne, Monica Bellucci Sinopse: Após derrotar as máquinas em seu combate inicial, Neo ainda vive na Nabucodonosor ao lado de Morpheus, Trinity e Link,...

Cinema em Tempos de Coronavírus: Dicas de Filmes no Streaming #36

Filme: Rosa e Momo Direção: Edoardo Ponti Elenco: Sophia Loren, Ibrahima Gueye, Renato Carpentieri, Francesco Cassano Sinopse: Drama conta a história de Madame Rosa (Sophia Loren) uma sobrevivente do Holocausto e dona de uma creche caseira, que abre as portas para...