Depois de 2020, vou pensar duas vezes antes de reclamar quando roteiristas de Hollywood inventarem de fazer seus personagens se comportarem de forma ilógica ou irracional frente a um cenário apocalíptico. Em outro bom episódio de Expresso do Amanhã, intitulado “A justiça não embarcou”, a série se aproveita justamente desta noção para deixar claro como, mesmo nas circunstâncias mais extremas, e por mais ilógico que seja, a humanidade simplesmente não consegue deixar certas coisas para trás. Como dividir as pessoas por classes sociais ou poder econômico.

O miolo do episódio é o julgamento da jovem LJ por homicídio. Obviamente uma sociopata – e de novo, merece ser elogiada a atuação da jovem Annalise Basso – ela é a culpada pelo grande rolo que testemunhamos a bordo do trem desde o começo da temporada. No entanto, é também uma privilegiada passageira da primeira classe. Em nome da justiça, Melanie até admite entre o corpo de jurados alguns cidadãos da segunda e da terceira classe. Mas a justiça não é cega no Snowpiercer, e até Melanie percebe que não tem tanto poder a bordo do trem quanto pensa.

LEIA TAMBÉM: Crítica dos Episódios 1 e 2

Novamente dirigido por Frederick E. O. Toye, o episódio se move num ritmo ágil. Embora ele não tenha tantas reviravoltas ou tantas oportunidades visuais quanto o anterior, é realmente interessante como a direção mantém o espectador interessado com cenas rápidas e montagem alternada – pulando do julgamento para a cena nas “gavetas” perto do final do episódio. E o roteiro também é ágil: o outro grande acontecimento deste episódio é a busca de Josie por Layton, tensa e até se resolve de maneira mais rápida do que o esperado.

DILEMAS E RASTROS DE HUMANIDADE

Mas o cerne do episódio é realmente o julgamento e sua conclusão, que promete ter desdobramentos bem interessantes. É curiosa a transição da Melanie: de início quase uma antagonista gelada, ela vem se tornando nestes últimos episódios uma figura mais humana – na cena de sexo entre ela e o condutor do trem, a personagem demonstra lamento pela situação em que vive e até um pouco de calor humano. Jennifer Connelly vem exibindo uma atuação sutil e bem construída, transmitindo a luta interna de Melanie com grande competência. Ela começa a sentir a pressão e isso fica claro para o espectador.

LEIA TAMBÉM: Crítica dos Episódio 3 e 4

A tensão vem do julgamento e da percepção dela de que consequências virão. O problema de se agarrar às velhas estruturas de classe – especialmente quando elas não fazem mais muito sentido – é que classe gera revolta, e revolta sempre traz consigo potencial para violência e revolução. É o que o final deste episódio parece indicar, e o cerco em torno da administradora do trem está se fechando. E com isso, Expresso do Amanhã está se configurando como uma série bem interessante de se assistir.

‘Round 6’: novo e divertido sucesso made in Coreia do Sul

Depois de ‘Parasita’ ganhar o público e o Oscar de melhor filme em 2020, o mundo passou a olhar com mais atenção para as produções sul-coreanas no cinema. Atenta às tendências do mercado audiovisual, a Netflix anunciou um investimento de US$ 500 milhões na produção de...

‘Cenas de um Casamento’: releitura atualiza discussões e preserva caráter episódico do original

"Vou colecionar mais um sonetoOutro retrato em branco e pretoA maltratar meu coração"  É difícil pensar em escrever qualquer análise-ou-crítica-ou-chame-do-que-quiser de "Cenas de um Casamento" (HBO, 2021) e não ter os pensamentos invadidos pela obra original - e...

‘Modern Love’ 2ª temporada: olhar amadurecido sobre as formas de amar

Recomenda-se que esse texto seja lido com a trilha sonora de John Carney. Quando você relembra seus relacionamentos marcantes, que memórias lhe vem à mente? Que músicas e sensações atingem seus sentidos a ponto de soltar um sorriso imperceptível ou o coração apertar...

‘As Filhas de Eva’: a sedutora serpente chamada liberdade

Quem foi Eva? Segundo os escritos da Bíblia, foi a primeira mulher do Planeta Terra, nascida da costela de Adão, o primeiro homem. Enganada e seduzida pela serpente, come o fruto proibido e, como castigo para ambos, Deus enviou o caos à Terra. Esta é uma breve síntese...

‘Loki’: boa, porém desperdiçada, introdução ao multiverso Marvel

Após a excêntrica e divertida "Wandavision", a política e reflexiva "Falcão e o Soldado Invernal", a nova série da Marvel focada no Deus da Trapaça é uma ótima introdução para o que está por vir no Universo Cinematográfico Marvel (MCU). Entretanto, por conta do...

‘Elize Matsunaga – Era Uma Vez Um Crime’: misoginia brasileira escancarada

Duas coisas se destacam na minissérie “Elize Matsunaga: Era Uma Vez Um Crime”: o domínio patriarcal no Brasil e o estudo de personagem feito pela diretora Eliza Capai. A documentarista é responsável por produções que buscam investigar personagens femininas sem...

‘Dom’: história de amor paterno no meio do caos das drogas

Dom (2021), nova aposta da Amazon Prime, é uma série que desperta as mais diversas emoções. Livremente inspirado no romance homônimo escrito pelo titã Tony Belotto e também em O Beijo da Bruxa (2010), de Luiz Victor Lomba (pai do Pedro), a produção narra a história...

‘Solos’: minissérie joga fora todos seus promissores potenciais

A minissérie do Prime Video "Solos" busca se distanciar de comparações ao streaming concorrente. Para tanto, traz elementos de ficção científica e a relação da tecnologia com (e eventualmente versus) a humanidade em um futuro distópico. Nesse sentido, há uma...

‘Manhãs de Setembro’: Lineker encanta em busca pela independência

“Manhãs de Setembro” é uma série recém-lançada pelo Prime Vídeo e traz a cantora Liniker no papel da protagonista Cassandra, uma mulher trans que divide seu tempo como motogirl de um aplicativo de entrega e seu trabalho como cantora. Somos apresentados à personagem em...

‘Mare of Easttown’: Kate Winslet domina brilhante estudo de personagem

Mare Sheehan não encara um bom momento em sua vida. Ela é uma policial na faixa dos 40 anos na cidadezinha de Easttown, no estado americano da Pensilvânia, um daqueles locais onde todo mundo conhece todo mundo. Há cerca de um ano uma jovem desapareceu por lá, e Mare e...