Diante de um ano trágico pela crise da Covid-19 em níveis inaceitáveis, perdas de milhares de vidas e próximo de atingir a maior cheia da história inundando diversas cidades do interior, o Amazonas encontra no audiovisual um dos poucos motivos para se orgulhar em 2021.

Produções locais estão ganhando espaço em festivais de cinema espalhados pelo Brasil e no exterior e, nas últimas semanas, esse panorama aumentou significativa. O Cine Set apresenta as mais novas seleções de filmes amazonenses em festivais:

MANAUS HOT CITY e O BARCO E RIO

“O Barco e o Rio”, de Bernardo Abinader, e “Manaus Hot City”, de Rafael Ramos, continuam a trajetória bem-sucedida de participações em festivais de cinema iniciada em 2020. Os dois curtas integram a sétima edição da Mostra Curta Vazantes: Cinema em Comunidade. Previsto para os dias 14 e 30 de junho, o evento será feito em formato online com exibições no site oficial do evento (www.curtavazantes.com.br) e na Plataforma Cardume (https://cardume.tv.br/).

A mostra recebeu 631 curtas-metragens, dos quais 23 foram selecionados para a competição, entre ficções, animações e documentários, realizados em 10 estados brasileiros, além de produções da Espanha, México e França. “O Barco e o Rio” reencontra filmes com que disputou o Festival de Gramado 2020, incluindo, o bom curta alagoano “4 Bilhões de Infinitos” e a obra-prima pernambucana “Inabitável”.

O curta amazonense traz a história de duas irmãs antagônicas que herdam o barco da família. A mais velha e conservadora, Vera (Isabela Catão), vê no patrimônio a vida dela, passando os dias transportando mercadorias e passageiros. Já Josi (Carolinne Nunes) não gosta das restrições da irmã; possui cabeça aberta, mas vê a vida mudar devido a uma gravidez inesperada. A dinâmica da relação é o ponto de conflito do filme.

A produção de Bernardo Abinader conquistou levou quatro Trófeus Mapinguari no Cinemazônia; no Cine Ceará, a Associação Brasileira de Críticos de Cinema (Abraccine) concedeu o prêmio do júri da entidade para o curta, além de, na lista anual da entidade, tê-lo inserido no TOP 10 dos melhores de 2020.  Em 2021, “O Barco e o Rio” já está selecionado para o Festival Internacional de Cinema de Huesca, agora em junho. Sempre levando na bagagem os cinco Kikitos do Festival de Gramado 2020.

“Manaus Hot City” pode alcançar um feito marcante neste ano: o curta está na disputa por uma das vagas da categoria de Melhor Curta-Metragem de ficção do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro de 2021, organizado pela Academia Brasileira de Cinema, e, caso seja nomeado, será o primeiro filme do Amazonas no evento. A produção coleciona passagens por eventos como KinoforumVitóriaCine PE e o Festival Curta Cinema 2020.

Protagonizado por Frank Kitzinger, Maria do Rio e Vanessa Moraes, o curta-metragem com duração de 15 minutos aborda a amizade entre três amigos e como esta é afetada por uma descoberta transformadora. Entre as discussões apresentadas em “Manaus Hot City”, conceitos sobre a cidade, o calor e saudade se destacam, além de trazer locações conhecidas pelos moradores da região como a Balsa Amarela, a Feira Manaus Moderna e Praia de Açutuba.  

O BURACO, JAMARY, ENTERRADO NO QUINTAL e A BENZEDEIRA

Após uma passagem pela Europa, Zeudi Souza voltou ao cinema amazonense com o impactante drama com toques de terror “O Buraco”.  A produção acompanha a história de uma criança (Airton Guedes) que, através do buraco na parede do seu quarto, observa o drama e as violências que sua mãe (Jocê Mendes) sofre nas mãos do pai (Victor Kaleb). Aline Guedes e Daura Caroline completam o elenco do curta dirigido e roteirizado pelo próprio Zeudi Souza. 

Em maio deste ano, “O Buraco” começou em grande estilo sua passagem por eventos nacionais do cinema brasileiro. A produção recebeu dois prêmios no 20° Festival de Cinema de Cuiabá: Melhor Atriz com Jôce Mendes Freitas e Melhor Direção de Fotografia com Robert Coelho. “Fazer esse filme me trouxe muitas responsabilidades e compromissos com muitas vidas, e sobretudo com meu fazer artístico, é um prazer imenso ser paga pelo que mais amo fazer: arte”, declarou Jocê.

Revelado em “A Floresta de Jonathas“, Begê Muniz teve a primeira experiência na direção de curtas-metragens com o filme de fantasia “Jamary”. E o filme está conseguindo espaço nos festivais do gênero: a primeira delas foi o Cinefantasy – Festival Internacional De Cinema Fantástico e, em seguida, veio o Festival Internacioanl de Itabiana, na Bahia.

O curta de terror traz a história de Ane, que passa as tardes brincando nos arredores da floresta com seus primos, até se deparar com o Anhangá, um espírito indígena que rodeia a sua comunidade. Ao adentrar mais profundamente na floresta, a menina se depara com uma verdadeira assombração. O elenco conta com Júlia Cabral, Rosa Maria Malagueta, Elisa Telles, Isabela Catão e Maria Clara. A direção de fotografia fica por conta de Reginaldo Tyson, Sidney Medina está à frente da direção de produção, enquanto Eliana Andrade é a diretora de arte e figurinista.

Adaptação do conto de Diego Moraes, “Enterrado no Quintal” estreou em grande estilo dentro da Mostra de Cinema de Tiradentes com elogios da imprensa e cinéfilos brasileiros. No mês de maio, a produção dirigida por Diego Bauer recebeu o prêmio de Melhor Filme da Mostra Brasil do 3º Festival de Cinema do Meio do Mundo, FESTCIMM

“Enterrado no Quintal” apresenta a história de uma jovem que enterrou um revólver no quintal de casa como uma maneira de jurar vingança ao padrasto que agredia a sua mãe. Anos depois ela desenterra a arma e vai em busca da sua vingança.

Primeira obra da Cacique Produções, “A Benzedeira”, curta dirigido e roteirizado por Wallace Abreu, completa o time das produções amazonenses circulando em eventos nacionais. O projeto protagonizado por Rosa Malagueta esteve no oitavo Festival de Cinema de Caruaru e no sexto Cine Tamoio Festival de Cinema. “Também estaremos na Mostra de Cinema Nortista, que será realizada pela Universidade Federal de Sergipe, como parte da programação on-line do Cine Vitória, em Aracaju, um dos mais antigos cinemas de rua do Nordeste”, declarou o diretor.

Na trama, Rosa Malagueta dá vida à benzedeira Luiza Pereira, que é impedida pela Justiça de praticar suas orações para curar males do corpo e da alma. “A história que apresentamos é ficcional, mas está enraizada em uma das tradições mais bonitas e poderosas do povo brasileiro, que é a prática do benzimento, que na região amazônica encontrou o cenário perfeito para se desenvolver, embora esteja presente em diversas regiões do Brasil”, ressalta a atriz. 

Integram o elenco de “A Benzedeira”, além de Rosa Malagueta, os atores Hely Pinto, Paulo Altalegre, Jôce Mendes, Márcia Vinagre, Tony Ferreira, com participação de Juliana Malveira, Eduardo Gomes, Rafaela Martins e os atores mirins Joaquim Margarido e Milyanne Thaumaturgo. 

GRAVES E AGUDOS EM CONSTRUÇÃO e ENTRADA PROIBIDA

O cinema amazonense não se limita aos festivais nacionais: realizadores como Lucas Martins, Márcio Nascimento e Walter Fernandes Jr estão emplacando seus curtas-metragens realizados durante a pandemia da Covid-19 em eventos internacionais de pequeno porte. Alemanha, Canadá, Itália, Portugal e até Singapura foram os países por onde estas obras levaram o audiovisual local.

Policial com toques dos anos 1970, “À Beira do Gatilho” traz a história de um detetive particular viciado em jogos que está atrás de possíveis suspeitos pela morte de um homem que também apostava. Adriano Holmes interpreta o protagonista do elenco que ainda conta com Alexandre Mourão e Ricardo Gabriel. O projeto integrou a seleção do Lisbon Film Rendezvous, First Nations Film and Video Festival e o Toronto Independent Film Festival of Cift.

O curta de Lucas Martins não foi o único representante do Amazonas no festival de Toronto: “Graves e Agudos em Construção” também participou do evento. The Indie For You Film Festival, Berlin Shorts Award e World Film Carnival – Singapura, onde o filme obteve a menção honrosa, também foram outros festivais em que a ode ao rock n´roll de Walter Fernandes foi selecionado.

Completa o time “Entrada Proibida”, de Márcio Nascimento: o curta de terror integra a 25ª edição do Volterra Fantasy Film Festival, realizado na na região Toscana, na Itália, e previsto para ocorrer em junho. A história acompanha Joana e Mario que aproveitam que seu vizinho não está em casa para pegar algumas frutas. Só que eles vão descobrir que a fruta do vizinho não é tão doce assim.

“Eu sempre fui fã de filmes de terror e trash e vi que, às vezes, uma aventura como roubar fruta no quintal de um vizinho pode acabar dando muito mal. Com isso, eu uni essa ideia ao mundo do terror. Tive ainda a oportunidade de ter uma equipe muito focada em me ajudar e o elenco formado por ex alunos do antigo Projeto Jovem Cidadão”, disse Márcio.

10 Cinemas de Rua do Brasil para visitar depois da pandemia

Preciso admitir: a impaciência bateu. Quando tudo começou aqui no Brasil por volta de 12 de março, coloquei na minha cabeça que esse pesadelo duraria, no máximo, um ano e meio, tempo suficiente para o surgimento de vacinas e remédios eficientes para o tratamento da...

Cinema em Tempos de Coronavírus: Dicas de Filmes no Streaming #64

Filme: Memórias de Ontem Direção: Isao Takahata Vozes de: Daisy Ridley, Dev Patel, Miki Imai, Yōko Honna Sinopse: Taeko é uma mulher solteira que se dedica apenas ao trabalho. Ela sai de sua nativa Tóquio pela primeira vez e viaja a Yamagata para visitar a família da...

Cinema em Tempos de Coronavírus: Dicas de Filmes no Streaming #63

Filme: Infiltrado na Klan Direção: Spike Lee Elenco: John David Washington, Adam Driver, Topher Grace, Laura Harrier Sinopse: Ron Stallworth (John David Washington), um policial negro do Colorado, conseguiu se infiltrar na Ku Klux Klan local. Ele se comunicava com os...

Cinema em Tempos de Coronavírus: Dicas de Filmes no Streaming #62

Filme: O Exterminador do Futuro 2 - O Julgamento Final Direção: James Cameron Elenco: Arnold Schwarzenegger, Linda Hamilton, Edward Furlong Sinopse: Uma criança destinada a ser líder (Edward Furlong) já nasceu, mas infeliz por viver com pais adotivos, pois foi privado...

Cinema em Tempos de Coronavírus: Dicas de Filmes no Streaming #61

Filme: A Última Nota Direção: Claude Lalonde Elenco: Patrick Stewart, Katie Holmes, Giancarlo Esposito Sinopse: Drama apresenta um dos períodos mais delicados da carreira de Henry Cole (Patrick Stewart), um pianista que dedicou sua vida ao trabalho. No entanto, ele se...

Oscar 2022: Quem Pode Surgir na Disputa? – Parte 3

De James Bond a “Duna”, Caio Pimenta divulga a terceira parte de possíveis candidatos ao Oscar 2022.  https://www.youtube.com/watch?v=FFdVpUuAIgQ 007 – SEM TEMPO PARA MORRER  https://www.youtube.com/watch?v=FlriFMTIPOg São mais de cinco anos que separam “007...

Cinema em Tempos de Coronavírus: Dicas de Filmes no Streaming #60

Filme: Presságio Direção: Alex Proyas Elenco: Nicolas Cage, Rose Byrne, Chandler Canterbury, Ben Mendelsohn Sinopse: 1959. Um grupo de alunos faz alguns desenhos sobre como imaginam que será o futuro. Eles serão guardados em uma cápsula do tempo, que apenas será...

Cinema em Tempos de Coronavírus: Dicas de Filmes no Streaming #59

Filme: E Amanhã... O Mundo Todo Direção: Julia von Heinz Elenco: Mala Emde, Noah Saavedra, Tonio Schneider Sinopse: Luisa (Mala Emde) é uma dedicada estudante de direito, e militante, que encontra-se no primeiro semestre da faculdade. Quando Luisa se une a outros...

Cinema em Tempos de Coronavírus: Dicas de Filmes no Streaming #58

Filme: Os Quatro Paralamas Direção: Roberto Berliner, Paschoal Samora Sinopse: O documentário acompanha a banda desde o início no Circo Voador, em 1983. O filme fala da relação dos três que sobem ao palco, mas também de um quarto elemento, que aparece pouco na mídia,...

Cinema em Tempos de Coronavírus: Dicas de Filmes no Streaming #57

Filme: Dois Estranhos Direção: Travon Free, Martin Desmond Roe Elenco: Joey Badass, Andrew Howard, Zaria Simone Sinopse: O cartunista Carter James (Joey Badass) está tentando voltar para casa para encontrar seu cachorro depois de um bem-sucedido primeiro encontro,...