Caio Pimenta faz as previsões finais de quem serão os indicados ao Oscar 2021; a cerimônia com o anúncio acontece no próximo dia 15 de março. 

DOCUMENTÁRIOS, INTERNACIONAL, ANIMAÇÃO 

A categoria de Melhor Documentário não vai ter filme brasileiro como 2020, porém, terá representante europeu. 

O romeno “Collective” deverá ser nomeado ao lado de “Boys State”, “The Truffle Hunters”, “Crip Camp” e do favorito “Time”. 

Quem corre por fora e pode surpreender é “Gunda” e também “As Mortes de Dick Johnson”. Com sua imprevisibilidade de sempre, Melhor Filme Internacional terá estes cinco indicados: 

O dinamarquês “Another Round” surge como favorito e irá disputar contra “La Llorona”, da Guatemala, “Quo VadisAida“, da Bósnia Herzegovina, o francês “Two of Us” e “A Sun”, de Taiwan. 

Muita atenção para “Quo Vadis Aida“: a produção foi indicada a Melhor Direção do Bafta, mostrando um crescimento nesta temporada de premiações. Corre por fora o romeno “Collective”, tentando repetir o feito de “Honeyland” ao ser nomeado em Filme Internacional e Documentário. 

Em Melhor Animação, “Soul”, “Wolfwalkers” e “Dois Irmãos” são apostas certeiras. As duas últimas vagas devem ficar com “A Caminho da Lua”, da Netflix, e “Os Croods 2”. “Os Irmãos Willoughbys” pode ser a zebra. 

MELHOR DOCUMENTÁRIO 

  • Time 
  • Collective 
  • Boys State 
  • The Truffle Hunters 
  • Crip Camp 

Corre por fora: Gunda 

MELHOR FILME INTERNACIONAL 

  • Another Round (Dinamarca) 
  • La Llorona (Guatemala) 
  • Quo Vadis, Ainda? (Bósnia) 
  • Two of Us (França) 
  • A Sun (Taiwan) 

Corre por Fora: Collective (Romênia) 

MELHOR ANIMAÇÃO 

  • Soul 
  • Wolfwalkers 
  • Dois Irmãos 
  • A Caminho da Lua 
  • Os Croods 2 

Corre por Fora: Os Irmãos Willoughbys 

DO SOM AO FIGURINO 

É a vez das categorias técnicas abrindo com Melhor Som. 

O Som do Silêncio”, “Mank”, “Nomadland”, “Relatos do Mundo” e “Greyhound” deverão ser os indicados. Já “A Voz Suprema do Blues” pode ser a surpresa. 

Nomadland” não estaria na categoria, porém, com o suicídio do Michael Wolf Snyder, engenheiro de som do filme, sinto que os colegas dele de profissão irão prestar esta homenagem e deverão indicá-lo. Ainda assim, “O Som do Silêncio” é o favorito com “Greyhound” tentando roubar a estatueta. 

Em Melhores Efeitos Visuais, os indicados serão “O Céu da Meia-Noite“, “Mulan”, “Tenet”, “Bem-Vindo à Chechênia” e “Mank”. “Soul” pode ser a surpresa da categoria. 

Destaque total para a presença do documentário “Bem-Vindo à Chechênia”: o filme se utiliza da técnica de deepfake, aquele efeito que troca o rosto das pessoas digitalmente. Apesar de ser extremamente polêmico, no longa, acaba sendo válido, pois, permite proteger a identidade de LGBTQIA+ perseguidas pelo governo local. 

Vamos então para a categoria de Melhor Maquiagem e Penteado. 

Os indicados serão “A Voz Suprema do Blues”, “Era uma vez um Sonho”, “Aves de Rapina”, “Mank” e “Pinóquio”. 

O azarão pode ser “Emma”. Aqui, a disputa tende a ficar entre o filme da Viola Davis e da Gleen Close, mas, acho que a produção da Netflix deve levar essa. 

Em Melhor Design de Produção, “Mank”, “Tenet”, “A Vida Extraordinária de David Copperfield”, “Relatos do Mundo” e “A Voz Suprema do Blues” serão os indicados. 

Como David Copperfield não está muito cotado para as outras categorias, não duvido nada se ele for esnobado para dar vez a “Os Sete de Chicago”. 

Os dramas de época devem dominar a categoria de Melhor Figurino com as indicações de “Mank”, “Emma”, “A Vida Extraordinária de David Copperfield” e “A Voz Suprema do Blues”. A exceção ficará com “Mulan” ao representar os filmes de fantasia. 

A surpresa pode ser “Relatos do Mundo”. 

MELHOR SOM 

  • O Som do Silêncio 
  • Mank 
  • Nomadland 
  • Relatos do Mundo 
  • Greyhound 

Corre por fora: A Voz Suprema do Blues 

MELHORES EFEITOS VISUAIS 

  • O Céu da Meia-Noite 
  • Mulan 
  • Tenet 
  • Bem-Vindo à Chechênia 
  • Mank 

Corre por fora: Soul 

MELHOR MAQUIAGEM E PENTEADO 

  • A Voz Suprema do Blues 
  • Era uma vez um Sonho 
  • Aves de Rapina 
  • Mank 
  • Pinóquio 

Corre por Fora: Emma 

MELHOR DESIGN DE PRODUÇÃO 

  • Mank 
  • Tenet 
  • A Vida Extraordinária de David Copperfield 
  • Relatos do Mundo 
  • A Voz Suprema do Blues 

Corre por Fora: Os Sete de Chicago 

MELHOR FIGURINO 

  • Mank
  • Emma
  • A Vida Extraordinária de David Copperfield
  • A Voz Suprema do Blues
  • Mulan

Corre por fora: Relatos do Mundo 

ROTEIROS 

Antes de continuar nas categorias técnicas, vamos para os roteiros. Em adaptados, os indicados serão os seguintes: 

“Uma Noite em Miami”, “Nomadland”, “A Voz Suprema do Blues”, “Meu Pai” e “First Cow”. 

Aqui, duas observações importantes: primeiro que essa categoria pode ser chave para o Oscar. Afinal, a Chloé Zhao vencendo aqui abre um caminho do tamanho do mundo para também levar Direção e Filme com “Nomadland”.  

O outro ponto é a presença de “First Cow”. Curioso observar que produções extremamente elogiadas que não conseguem tantas chances de indicações ou vitórias categorias principais encontram um abrigo em roteiro. Foi assim com “Fale com Ela”, “Shrek”, “Cidade de Deus”, “Brilho Eterno de uma Mente Sem Lembranças”, “Filhos da Esperança”, “A Separação”, “Ela”, “Logan”, “Entre Facas e Segredos”. 

Já em Roteiro Original, a lista será aquilo que está todo mundo esperando: 

Os indicados serão “Bela Vingança”, “Mank”, “Minari”, “Os Sete de Chicago” e “O Som do Silêncio”. 

As surpresas das categorias? Em adaptado pode dar “Relatos do Mundo” e em original “Judas e o Messias Negro”. 

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO 

  • Uma Noite em Miami 
  • Nomadland 
  • A Voz Suprema do Blues 
  • Meu Pai 
  • First Cow 

Corre por Fora: Relatos do Mundo 

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL 

  • Bela Vingança 
  • Mank 
  • Minari 
  • Os Sete de Chicago 
  • O Som do Silêncio 

Corre por Fora: “Judas e o Messias Negro” 

MONTAGEM A FOTOGRAFIA

Categoria de montagem é decisiva para o Oscar: todo ganhador de Melhor Filme durante 33 anos consecutivos – entre 1981 a 2013 – foi indicado na categoria. E isso se repetiu nas últimas cinco edições. Por isso, os favoritos estarão aqui: 

Nomadland” e “Os Sete de Chicago” estarão ao lado de “Mank” e “O Som do Silêncio”. O intruso da turma será “Tenet”. Corre por fora “Minari”.  

Hora das categorias mais musicais: trilha sonora e canção original. 

Em Trilha Sonora, serão indicados “Mank”, “Soul”, “Relatos do Mundo”, “Minari” e “O Céu da Meia-Noite”. Vencedor em 2019 por “Pantera Negra”, Ludwig Göransson corre por fora com “Tenet”.

Já em Canção Original, a Diane Warren tenta ganhar pela primeira vez com ‘Io Si”, de “Rosa e Momo”. Porém, ela terá derrotar “Speak Now”, de “Uma Noite em Miami”, “Fight For You”, de “Judas e o Messias Negro”, “Turntables”, de “All In: The Fight for Democracy” e “Hear My Voice”, de “Os Sete de Chicago”. O azarão é Husavik”, de “Eurovision”. 

Fecho as categorias técnicas com Direção de Fotografia em que os indicados serão estes aí: 

Mank”, “Nomadland”, “Minari”, “Relatos do Mundo” e “Tenet”. Corre por fora “Judas e o Messias Negro”. 

MELHOR CANÇÃO ORIGINAL 

  • Speak Now”, de “Uma Noite em Miami” 
  • Fight For You”, de “Judas e o Messias Negro” 
  • “Io Si”, de “Rosa e Momo” 
  • Turntables”, de “All In: The Fight for Democracy” 
  • Hear My Voice”, de “Os Sete de Chicago” 

Corre por Fora: “Husavik”, de “Eurovision”  

MELHOR TRILHA SONORA 

  • Mank 
  • Soul 
  • Relatos do Mundo 
  • Minari 
  • O Céu da Meia-Noite 

Corre por Fora: Tenet 

MELHOR MONTAGEM 

  • Nomadland 
  • Os Sete de Chicago 
  • Tenet 
  • Meu Pai 
  • O Som do Silêncio 

Corre por Fora: Mank 

MELHOR DIREÇÃO DE FOTOGRAFIA 

  • Mank 
  • Nomadland 
  • Minari 
  • Relatos do Mundo 
  • Tenet 

Corre por Fora: “Judas e o Messias Negro” 

DIREÇÃO 

Que o Oscar 2021 será histórico em Melhor Direção não há dúvidas. Com certeza, teremos mais de uma mulher indicada. Agora, a questão é saber quantas. A minha aposta é que serão três. 

Emerald Fennell, por “Bela Vingança” e Regina King, por “Uma Noite em Miami” estarão junto com a favoritaça Chloé Zhao, por “Nomadland”. As outras duas vagas serão de Aaron Sorkin, por “Os Sete de Chicago” e Lee Isaac Chung, por “Minari”. 

David Fincher? Apesar de ter sido nomeado no DGA, o prêmio do sindicato, acho que a Academia deve deixá-lo de fora. 

MELHOR DIREÇÃO 

  • Chloé Zhao, por “Nomadland” 
  • Aaron Sorkin, por “Os Sete de Chicago” 
  • Emerald Fennell, por “Bela Vingança” 
  • Regina King, por “Uma Noite em Miami” 
  • Lee Isaac Chung, por “Minari” 

Corre por Fora: David Fincher, por “Mank” 

ATUAÇÕES

Começamos com ator coadjuvante em que a lista ganhou uma adesão quase de última hora. 

Os favoritos Daniel Kaluuya, por “Judas e o Messias Negro” e Leslie Odom Jr., por “Uma Noite em Miami” estarão juntos com Sacha Baron Cohen, por “Os Sete de Chicago” e Jared Leto, por “Os Pequenos Vestígios”. A surpresa reside em Alan Kim, de “Minari”. 

O discurso emocionado do Alan no Critics Choice Awards selou esta indicação e também mostra o crescimento de “Minari” que busca se colocar como o rival de “Nomadland” no Oscar 2021. O Paul Raci, de “O Som do Silêncio” corre por fora, enquanto o Chadwick Boseman, de “Destacamento Blood” surge como azarão. 

Maria Bakalova, por “Borat 2”, Yuh-Jung Youn, por “Minari”, Glenn Close, por “Era uma vez um Sonho”, Jodie Foster, por “The Mauritanian” e Olivia Colman, por “Meu Pai” serão nomeadas em Melhor Atriz Coadjuvante. 

Não seria nada estranho, entretanto, Amanda Seyfried, por “Mank”, e Helena Zengel, por “Relatos do Mundo” aparecerem na lista. Tudo depende da boa vontade da Academia com a Glenn Close e se a Jodie Foster confirma a sua presença na disputa. 

Em Melhor Ator, o favorito Chadwick Boseman, de “A Voz Suprema do Blues”, estará junto com Anthony Hopkins, por “Meu Pai”, Riz Ahmed, por “O Som do Silêncio”, Steven Yeun, por “Minari” e Mads Mikkelsen, por “Another Round”. 

Talvez seja uma questão de gosto pessoal, porém, sinto que o Mikkelsen pode ultrapassar Gary Oldman, por “Mank”. A indicação ao Bafta do dinamarquês é um indício de que esta virada tem boas chances de se consolidar. 

Já em Melhor Atriz, a disputa deve confirmar as cinco candidatas mais cotadas entre as indicadas. 

Carey Mulligan, por “Bela Vingança”, Viola Davis, por “A Voz Suprema do Blues”, Vanessa Kirby, por “Pieces of a Woman”, Frances McDormand, por “Nomadland” e Andra Day, por “The United States of Billie Holliday” serão as nomeadas. 

Se acontecer uma surpresa, pode ser a Amy Adams, de “Era uma vez um Sonho”. E a vejo não no lugar da Andra Day e sim da Vanessa Kirby, a qual perdeu bastante força nas últimas semanas. 

MELHOR ATOR COADJUVANTE 

  • Daniel Kaluuya, por “Judas e o Messias Negro” 
  • Leslie Odom Jr., por “Uma Noite em Miami” 
  • Alan Kim, por “Minari” 
  • Sacha Baron Cohen, por “Os Sete de Chicago” 
  • Jared Leto, por “Os Pequenos Vestígios” 

Corre por Fora: Paul Raci, por “O Som do Silêncio” 

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE 

  • Maria Bakalova, por “Borat 2” 
  • Yuh-Jung Youn, por “Minari” 
  • Glenn Close, por “Era uma vez um Sonho” 
  • Jodie Foster, por “The Mauritanian” 
  • Olivia Colman, por “Meu Pai” 

Corre por Fora: Amanda Seyfried, por “Mank” e Helena Zengel, por “Relatos do Mundo” 

MELHOR ATOR 

  • Chadwick Boseman, por “A Voz Suprema do Blues” 
  • Anthony Hopkins, por “Meu Pai” 
  • Riz Ahmed, por “O Som do Silêncio” 
  • Steven Yeun, por “Minari” 
  • Mads Mikkelsen, por “Another Round” 

Corre por Fora: Gary Oldman, por “Mank” 

MELHOR ATRIZ 

  • Carey Mulligan, por “Bela Vingança”
  • Viola Davis, por “A Voz Suprema do Blues”
  • Vanessa Kirby, por “Pieces of a Woman”
  • Frances McDormand, por “Nomadland”
  • Andra Day, por “The United States of Billie Holliday”

Corre por Fora: Amy Adams, por “Era uma vez um Sonho” 

MELHOR FILME 

E chegamos à categoria máxima do Oscar 2021: Melhor Filme. Nela, acredito que serão nove indicados. 

Nomadland”, “Os Sete de Chicago”, “Minari”, “Bela Vingança”, “Uma Noite em Miami”, “Judas e o Messias Negro”, “Mank”, “O Som do Silêncio” e “A Voz Suprema do Blues”. 

Correm por fora “Relatos do Mundo” e “Meu Pai”. 

MELHOR FILME 

  • Nomadland 
  • Os Sete de Chicago 
  • Minari 
  • Bela Vingança 
  • Uma Noite em Miami 
  • A Voz Suprema do Blues 
  • Mank 
  • O Som do Silêncio 
  • Meu Pai 

Corre por Fora: Relatos do Mundo e Judas e o Messias Negro

Oscar: TOP 10 Maiores Momentos da Década 2010

De Leonardo DiCaprio a Lady Gaga, Caio Pimenta apresenta uma lista com os 10 momentos mais marcantes do Oscar na década de 2010.  https://www.youtube.com/watch?v=HZm_rdBu7d8 10. RUTH E. CARTER E HANNAH BEACHLER  https://www.youtube.com/watch?v=bw_n6O0d46k...

Oscar 2021: Qual filme tem mais chance de surpreender “Nomadland”?

Grandes rivalidades marcaram muitos anos do Oscar.  Quem não lembra dos duelos de “E o Vento Levou” e “O Mágico de Oz” ou “A Malvada” versus “Crepúsculo dos Deuses”, “A Noviça Rebelde” contra “Doutor Jivago”, “O Poderoso Chefão” versus “Cabaret”, “Kramer Vs Kramer”...

SAG 2021: ‘Os Sete de Chicago’ vence Melhor Elenco e ganha força para o Oscar

Apesar de uma lista repleta de diversidades, o SAG 2021 de Melhor Elenco foi para uma produção de maioria branca com “Os Sete de Chicago”. https://www.youtube.com/watch?v=dh-sPpPXQ0E O filme traz gigantes como Michael Keaton, Eddie Redmayne, Sacha Baron Cohen,...

SAG 2021: Viola Davis mostra força e vence em Melhor Atriz

Até tentaram tirar o protagonismo do filme dela, mas, Viola Davis é tão forte que cá está conquistando o prêmio de Melhor Atriz do SAG 2021 por "A Voz Suprema do Blues". Este é o segundo prêmio da estrela no evento: a primeira aconteceu em 2012 com “Histórias...

SAG 2021: Chadwick Boseman segue imbatível e vence Melhor Ator

A maior barbada do SAG 2021 se confirmou: Chadwick Boseman leva o prêmio de Melhor Ator por “A Voz Suprema do Blues”. Este é o primeiro troféu póstumo da categoria. https://www.youtube.com/watch?v=lyWyv6fYmQ8 Vale lembrar que o Chadwick já venceu o Globo de Ouro e o...

SAG 2021: destaque de ‘Minari’, Yun-Jung Youn vence Melhor Atriz Coadjuvante

Yun-Jung Youn. Vencedora de Melhor Atriz Coadjuvante por “Minari”, ela é a primeira mulher vencedora de um SAG no cinema por um filme não falado em inglês. Entre os homens, o feito ficou por conta do Roberto Benigni, em 1999, por “A Vida é Bela”. ...

SAG 2021: Daniel Kaluuya mantém domínio e vence Melhor Ator Coadjuvante

Depois de levar o Globo de Ouro e o Critics Choice Awards, chegou a hora de Daniel Kaluuya conquistar o SAG 2021. Ele venceu Melhor Ator Coadjuvante por “Judas e o Messias Negro”.  https://www.youtube.com/watch?v=zgKyo_vtBWw Dividindo o protagonismo com...

Oscar 2021: As Cinco Categorias Mais Disputadas da Temporada

Caio Pimenta analisa quais são as cinco categorias mais indefinidas da disputa pelo Oscar 2021 e as possibilidades dos indicados.  https://www.youtube.com/watch?v=moG6OZ3IQ4Q CANÇÃO ORIGINAL  A categoria traz “Speak Now”, de “Uma Noite em Miami”, “Fight for You”, de...

Oscar 2021: Os Impactos do PGA e WGA na Premiação

Caio Pimenta analisa os resultados do PGA e WGA, respectivamente, os prêmios dos sindicatos dos Produtores e Roteiristas para o Oscar 2021.  https://www.youtube.com/watch?v=yqpRA9sLo3E SINDICATO DOS PRODUTORES O PGA Awards, prêmio do Sindicato dos Produtores dos EUA,...

Oscar 2021: Safra de filmes indicados fraca ou subestimada?

Caio Pimenta compara a atual safra dos indicados ao Oscar de Melhor Filme com as seleções dos últimos 50 anos.  https://www.youtube.com/watch?v=Qrfwimq5IUU OS FILMES DO OSCAR 2021  Dos oito filmes indicados à categoria máxima, para mim, o melhor de todos disparado é...